sicnot

Perfil

País

Euromilhões de 163,5 milhões vai para Coimbra

O primeiro prémio do Euromilhões de hoje, no valor de 163,5 milhões de euros, foi atribuído a um apostador que registou o boletim em Coimbra, informou a Santa Casa da Misericórdia.

© Charles Platiau / Reuters

Desde que teve início, em 2004, o Euromilhões já contemplou 58 apostadores portugueses com o primeiro prémio.

Segundo a Santa Casa da Misericórdia, esta noite foi atribuído o quinto primeiro prémio em 2015, em Portugal.

O maior prémio de sempre atribuído em Portugal foi de 190 milhões de euros, entregues a um apostador de Castelo Branco, em outubro de 2014.

O segundo prémio vai ser distribuído por oito apostadores, nenhum dos quais em Portugal, que vão receber, cada um, cerca de 355 mil euros.

Com o terceiro prémio foram apurados também oito apostadores, um dos quais em Portugal, que vão receber, cada um, cerca de 118 mil euros.

O quarto prémio vai ser distribuído por 82 apostadores, dez dos quais em Portugal, que vão receber um prémio unitário de 5.782,11 euros.

A combinação vencedora do concurso 93/2015 do Euromilhões, hoje sorteada, é composta pelos números 04-30-34-46-49 e as estrelas 07 e 08.

Lusa

  • Jackpot de 162 milhões de euros no Euromilhões

    País

    O próximo Euromilhões vai ter um jackpot de 162 milhões de euros. Esta terça-feira ninguém acertou na chave do primeiro prémio, que acumula para sexta-feira. O segundo prémio vai ser distribuído por dois apostadores estrangeiros. Em Portugal, cinco pessoas ganharam o quatro prémio. Cada uma vai receber cerca de 6.300 euros.

  • Hoje é dia de jackpot no Euromilhões
    2:17

    País

    Hoje é dia de jackpot, com 129 milhões de euros em jogo no Euromilhões. Em Portugal já foram sorteados 57 primeiros prémios, o que some cerca de 1,5 mil milhões de euros. Há cerca de um ano um apostador português ganhou 190 milhões.

  • Kikas faz história
    1:22
  • Madonna está outra vez em Lisboa 😲
    0:59
  • Nove fatores que aumentam o risco de demência

    Mundo

    Um em cada três casos de demência podia ter sido evitado sem recorrer a medicamentos. Um estudo publicado na revista científica The Lancet explica como é possível evitar a demência e quais os fatores que contribuem para a doença.

  • Hindus pedem a troca de nome da cerveja brasileira Brahma

    Mundo

    Um grupo de hindus pediu a mudança da marca de cerveja Brahma, propriedade da multinacional cervejeira Anheuser-Busch InBev, com sede em Lovaina, na Bélgica, argumentando que é inapropriado uma bebida alcoólica ter o nome que um deus hindu.

  • Manuais oferecidos aos alunos do 1.º ano não podem ser reutilizados
    2:42

    País

    As escolas querem que sejam devolvidos aos alunos os manuais do 1.ºo ano que foram dados gratuitamente pelo Estado para serem reutilizados nos próximos anos. A Associação de Diretores de Agrupamentos diz que os livros estão praticamente todos em bom estado, mas da forma como são feitos pelas editoras é impossível voltar a usá-los. As escolas querem que o Executivo chegue a um entendimento com as editoras para conceber manuais reutilizáveis.

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.