sicnot

Perfil

País

Sampaio diz que ajuda humanitária mundial tem de privilegiar formação universitária

O apoio universitário de emergência deve ser uma prioridade da ajuda humanitária internacional, defendeu hoje o ex-Presidente português Jorge Sampaio, cuja Plataforma de Apoio já trouxe cerca de 150 universitários sírios para estudarem em Portugal.

MIGUEL A. LOPES

"Falta assumir-se a nível das organizações internacionais um ramo [da ajuda humanitária] dedicado ao ensino universitário de emergência, que é fundamental para a reconstrução de um país", disse Jorge Sampaio à agência Lusa à margem de um almoço que reuniu em Lisboa representantes de entidades que apoiam a Plataforma de Apoio Académico aos Estudantes Sírios, lançada pelo ex-presidente em 2013.

"É a isso que me tenho dedicado e este exemplo português é uma espécie de projeto piloto daquilo que pode ser alargado, sobretudo quando a gente sabe que há universidades disponíveis para que isso possa acontecer", acrescentou.

A Plataforma, referiu, já trouxe a dez cidades de Portugal sírios que foram obrigados pela guerra a interromper os estudos superiores e de cuja formação depende a futura reconstrução do país. Mas há disponibilidade das universidades para mais, precisou, evocando 20 vagas em Medicina na Universidade Nova e 700 vagas em instituições internacionais que a plataforma "até agora não conseguiu preencher" por falta de fundos.

Ao mesmo tempo, explicou, "há uma lista de espera absolutamente angustiante" e "uma escala brutal de necessidade", com mensagens e candidaturas de estudantes universitários a chegarem à Plataforma quer dos campos de refugiados que acolhem quatro milhões de sírios nos países vizinhos quer "da própria Síria".

É por essa razão que Jorge Sampaio defende a necessidade de um plano global de apoio académico a estudantes universitários de países em conflito, um plano para o qual há disponibilidade de muitas universidades do mundo e que "tem de ser" lançado no quadro das Nações Unidas.

"Mas é preciso obviamente fundos para isso e é preciso que isso seja uma prioridade. O auxílio de emergência -- um teto, assistência médica, etc. - tem obviamente prioridade, mas existe uma faixa que é indispensável se a gente quiser ter esperança na reconstrução de um país quando a paz vier", frisou.

Lusa

  • Pablo Bravo: o chileno suspeito de um assalto milionário em Gaia
    6:01

    País

    As autoridades receiam um aumento da violência nos assaltos de redes sul-americanas em Portugal, à semelhança do que tem acontecido noutros países europeus. Pablo Bravo é um chileno com um longo cadastro criminal que, em Portugal, é suspeito de um assalto milionário a um hipermercado, em Gaia e, dias depois, foi detido em flagrante, em Paris, a tentar roubar uma loja de relógios de luxo.

    Notícia SIC

  • Obras para as novas instalações da SIC já começaram
    1:54

    País

    As obras do novo estúdio da SIC e SIC Notícias vão começar. A ampliação do edifício do grupo Impresa vai unir os funcionários do grupo num único espaço, com uma área de 750 metros. O Presidente da Câmara de Oeiras entregou esta terça-feira a licença de obra.

  • Cada vez mais pessoas viajam no Carnaval e Páscoa
    3:08

    Economia

    A procura de viagens na altura do Carnaval e Páscoa tem vindo a aumentar e vários destinos já estão esgotados já que muitas pessoas optam por tirar dias de férias nesta altura do ano. Em contagem decrescente, as agências de viagens não têm tido mãos a medir com promoções e ofertas para destinos variados e adequados a várias bolsas.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus pais e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Carro "desgovernado" entra em loja e atropela cliente

    Mundo

    O cliente de um mini-mercado no condado de Bronx, em Nova Iorque, sobreviveu de forma incrível ao impacto de um automóvel que entrou loja adentro. Apesar da violência das imagens, o homem sobreviveu e conseguiu mesmo sair da loja pelo próprio pé até ser transportado para o hospital.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.

  • Pulseira deixa sentir os movimentos do bebé ainda na barriga da mãe

    Mundo

    A pulseira Fibo permite que os futuros pais (ou mães) consigam sentir os seus filhos a dar pontapés ainda na barriga da mãe. Desenvolvida por um designer de joias da Dinamarca, a pulseira vai transmitir os movimentos do bebé no útero, de modo a que os pais possam partilhar essa experiência da gravidez.