sicnot

Perfil

País

Manuel Godinho conhece hoje acórdão em novo processo de corrupção

O sucateiro Manuel Godinho e um ex-funcionário da antiga Rede Ferroviária Nacional (Refer) acusados de corrupção num processo que resultou de uma certidão extraída do caso "Face Oculta", conhecem hoje o acórdão, no Tribunal de Aveiro.

Manuel Godinho (à direita)

Manuel Godinho (à direita)

LUSA (Arquivo)

A leitura do acórdão já esteve marcada duas vezes, mas uma "alteração não substancial dos factos da acusação" levou a defesa do ex-funcionário da Refer a pedir para ser ouvida mais uma testemunha, o que aconteceu no passado dia 17.

No final da sessão, nas alegações complementares, a procuradora do Ministério Público pediu penas de prisão efetiva para os dois arguidos.

A advogada da Refer, atualmente designada por Infraestruturas de Portugal, também pediu a condenação de Manuel Godinho e do ex-funcionário da gestora ferroviária pelos crimes de que estão pronunciados, enquanto a defesa pediu a absolvição dos dois arguidos.

A leitura do acórdão está marcada para esta quinta-feira, às 12:00, no Tribunal de Aveiro.

Manuel Godinho está pronunciado por um crime de corrupção ativa, enquanto o outro arguido responde por um crime de corrupção passiva, sete crimes de falsificação de documento agravado e um de fraude fiscal.

Segundo a acusação, o empresário das sucatas conseguiu que a Refer lhe pagasse 115 mil euros por trabalhos que não foram realizados ou que já tinham sido pagos, contando, para isso, com a cumplicidade de um engenheiro da empresa que rubricou as faturas, promovendo o pagamento desses serviços.

Em setembro do ano passado, Manuel Godinho foi condenado no âmbito do processo "Face Oculta" a 17 anos e meio de prisão, por 49 crimes de associação criminosa, corrupção, tráfico de influência, furto qualificado, burla, falsificação e perturbação de arrematação pública.

A defesa do empresário de Ovar recorreu do acórdão para o Tribunal da Relação do Porto, não havendo ainda qualquer decisão.

Lusa

  • Sucateiro Manuel Godinho arrisca nova condenação
    1:08

    País

    O empresário Manuel Godinho continua a contas com a justiça devido a outros processos que resultaram do julgamento Face Oculta. Para hoje à tarde, no Tribunal de Aveiro, está prevista a leitura do acórdão de um caso de corrupção no qual o empresário do ramo das sucatas é acusado de ter lesado, em 2001, uma antiga empresa do estado.

  • As primeiras reações à morte de Chester Bennington

    Cultura

    Chester Bennington, vocalista da banda de metal alternativo Linkin Park, morreu esta quinta-feira em casa em Palos Verdes Estates, no estado da Califórnia, nos EUA. Várias celebridades já reagiram à morte do músico de 41 anos. Segundo o TMZ, o cantor da banda norte-americana suicidou-se.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26
  • O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional

    Mundo

    A antiga estrela de futebol americano O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional, depois de ter cumprido nove anos de prisão num estabelecimento prisional do estado do Nevada, nos Estados Unidos.

  • Filho do leão Cecil também foi abatido por um caçador

    Mundo

    Xanda pode ter tido o mesmo fim que o seu pai, o leão Cecil, que em 2015 foi abatido por um caçador, no Zimbabué. Na altura, a morte de Cecil tomou proporções inéditas, chegando uma imagem do leão a ser projetada na fachada do Empire State Building. Agora, Xanda terá sido abatido a tiro por um caçador de troféus.