sicnot

Perfil

País

Polícia Marítima resgata 33 refugiados do mar perto da Grécia

A equipa da Polícia Marítima (PM) em missão na ilha grega de Lesbos resgatou 33 refugiados da embarcação que navegava em piloto automático após ter sido abandonada por facilitador, indicou hoje a Autoridade Marítima Nacional (AMN).


Em comunicado, a AMN explica que a PM detetou, durante uma patrulha noturna feita de madrugada, uma embarcação aparentemente vazia, que levava um rumo irregular e se dirigia para uma zona rochosa, tendo a equipa decidido aproximar-se para a revistar com o objetivo de clarificar a situação.

Quando a equipa da PM se aproximou da embarcação, constatou que estavam a bordo 33 refugiados, sete das quais crianças, estando o barco a navegar em piloto automático após ter sido abandonado por um facilitador, adianta a AMN, sublinhando que antes do resgate das mulheres e crianças para a embarcação portuguesa foram distribuídos coletes salva-vidas aos refugiados que não dispunham deste equipamento.

Os restantes refugiados mantiveram-se no pequeno veleiro que foi depois governado por um dos quatro elementos da PM que se encontrava na patrulha, auxiliado por um segundo membro da equipa, tendo todos desembarcado em segurança.

Desde 01 de outubro que uma equipa da Polícia Marítima (PM) está no Mar Egeu, na Grécia, no âmbito de uma operação da Agência Europeia da Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (Frontex), denominada "Poseidon Sea 2015" com "o objetivo de cooperar no controlo e vigilância das fronteiras marítimas gregas e no combate ao crime transfronteiriço".

A PM vai manter o seu apoio à guarda-costeira Grega, integrada na missão da agência FRONTEX, até ao dia 30 de setembro de 2016.

Desde o início da missão e até ao momento que a M resgatou em segurança e transportou para terra cerca de 1300 refugiados, entre os quais 261 crianças e 282 mulheres, segundo a AMN//GC.

Lusa

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.