sicnot

Perfil

País

Lisboa terá quatro dias de concertos gratuitos na passagem de ano

Um mercado de Natal na Praça do Município e quatro dias de concertos gratuitos no Terreiro do Paço, em Lisboa, são as novidades da programação natalícia e de passagem de ano apresentada hoje pela Câmara Municipal de Lisboa.

MIGUEL A. LOPES

A programação de Natal e de passagem de ano foi anunciada nos Paços do Concelho e constitui um investimento de meio milhão de euros, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

Entre os dias 31 de dezembro e 03 de janeiro, o Terreiro do Paço irá receber concertos gratuitos de artistas como os Trovante, Richie Campbell, Carminho e António Zambujo, D.A.M.A, Orquestra Geração, Banda Sinfónica da PSP ou a Sinfonietta de Lisboa.

Nas palavras de Fernando Medina, a autarquia quer que esta festa seja "um momento que se destine a todos", pois é "um dos grandes eventos do ano da cidade de Lisboa".

"É o maior momento de abertura e espetáculo, tirando as festas da cidade", vincou o presidente do município.

As iluminações com motivos natalícios vão adornar 34 locais da cidade, entre os quais o Chiado, a Rua Augusta ou o Rossio, onde é possível encontrar uma árvore de Natal de vários metros, em tons de dourado e de prateado.

A Câmara Municipal de Lisboa prevê um investimento de 320 mil euros numa instalação composta por mais de dois milhões de lâmpadas, que estará ligada até 06 de janeiro, das 18:00 à 01:00, e que foi acesa hoje pelo presidente do município.

Na noite de 24 para 25 de dezembro e na de passagem de ano, de 31 de dezembro para 01 de janeiro, a cidade estará iluminada entre as 18:00 e as 06:00.

Também no Terreiro do Paço será instalada uma pista de gelo, disponível entre os dias 11 de dezembro e 10 de janeiro, das 10:00 às 22:00, e as já habituais projeções de vídeo no Arco da Rua Augusta.

O tema deste ano do 'video mapping' será "As portas encantadas" e representará uma contagem decrescente para o dia de Natal. As sessões de 15 minutos serão às 19:00, 20:00 e 21:00.

A programação conta também com vários concertos de Natal espalhados por várias igrejas da cidade e também no Cinema São Jorge e no São Luiz Teatro Municipal, e feiras na Avenida da Liberdade, Restauradores, Rossio e Rua Augusta.

Também presentes na apresentação estiveram a presidente da União de Associações do Comércio e Serviços, Carla Salsinha, o diretor executivo da Associação de Turismo de Lisboa, Vítor Costa, o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Pedro Santana Lopes, e alguns dos artistas que vão subir ao palco no Terreiro do Paço.

O vocalista dos Trovante, Luís Represas, interveio em representação dos artistas presentes, mostrando-se "satisfeito por tocar numa ocasião única" e pela "garantia de qualidade na produção" dos concertos, responsabilidade de André Sardet e Álvaro Covões.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.