sicnot

Perfil

País

PCP quer "imediata abolição" das portagens na A23

O PCP apresentou um projeto de resolução através do qual defende a "imediata abolição" da cobrança de taxas de portagem em toda a extensão da autoestrada da Beira Interior (A23), foi hoje anunciado.

(Lusa)

(Lusa)

Arménio Belo

No projeto de resolução enviado hoje à agência Lusa, o PCP quer que a Assembleia da República se pronuncie "pela imediata abolição da cobrança de taxas de portagem em toda a extensão da A23", uma autoestrada que atravessa os distritos da Guarda, Castelo Branco, Portalegre e Santarém e que permite a ligação entre Torres Novas e a Guarda.

Os comunistas sustentam que a não aplicação de portagens nas chamadas vias scut (vias sem custo para os utilizadores) "foi sempre justificada com a necessidade de compensar as regiões do interior do país com medidas de discriminação positiva tendo em conta as manifestas assimetrias regionais existentes".

"Acontece que a introdução de portagens na A23 tem tido consequências profundamente negativas para as populações e para o tecido económico das regiões atingidas", lê-se no documento.

O PCP sublinha ainda que as regiões do interior sofrem "uma dupla discriminação" e adianta que "essas portagens oneram de uma forma desproporcionada e injusta as populações e as empresas dos distritos de Santarém, Portalegre, Castelo Branco e Guarda".

A acrescentar a tudo isto, sustentam que "não há alternativas à A23".

"Em diversos troços, a A23 foi construída sobre os anteriores itinerários tornando inevitável a sua utilização. Em outros troços, a não utilização da A23 obriga à circulação pelo interior das localidades. Em outros troços ainda, evitar a A23 obriga a circular em estradas quase intransitáveis", refere o documento.

Por último, os comunistas referem também que a introdução de portagens na A23 "tem suscitado um generalizado repúdio por parte das populações, autarquias e associações empresariais afetadas".

  • Marcelo Rebelo de Sousa avisou que depois das autárquicas viria um novo ciclo. A lógica levou-nos a assumir que estava a falar do PSD, mas hoje, olhando para a situação política, devemos também incluir nessa previsão a “geringonça” e os seus equilíbrios. Não acredito que as coisas mudem até às legislativas, mas as contas só se fazem depois dos votos das autárquicas. Até lá, o tom de voz das esquerdas vai engrossar.

    Bernardo Ferrão

  • Milhares na cidade da justiça de Barcelona
    1:44
  • Detido 5º suspeito do atentado de Barcelona

    Mundo

    As autoridades espanholas detiveram hoje na região de Valência um cidadão marroquino de 24 anos, residente em Espanha, por alegada colaboração com o grupo islâmico responsável "pelos atentados terroristas" em Barcelona, em agosto.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Presidente das Filipinas pede que matem o filho se estiver envolvido nas drogas

    Mundo

    O Presidente das Filipinas pediu que matassem o seu filho se as acusações de que traficava droga fossem provadas. Rodrigo Duterte destacou ainda que, caso fosse verdade, iria proteger as autoridades que executassem Paolo Duterte. Em causa está a acusação de que o filho do Presidente filipino faria parte da máfia chinesa, que contrabandeia drogas, vindas da China para dentro do país.

    SIC

  • Espanhola tenta provar há sete anos que está viva

    Mundo

    Uma mulher de 53 anos está há sete anos a tentar provar que está viva. Segundo o Estado espanhol, Juana Escudero Lezcano morreu a 13 de maio de 2010, mas na realidade quem morreu foi uma mulher com o mesmo nome e data de nascimento.

    SIC