sicnot

Perfil

País

Túneis do Metro de Lisboa vão ser palco de corrida noturna

Os túneis do Metro de Lisboa vão ser palco de uma corrida inédita no país, que vai levar 100 pessoas a percorrerem 10 quilómetros entre as estações de São Sebastião e do Aeroporto, da linha vermelha.

Organizada pelo Discovery Channel, a corrida "Discovery Underground" vai acontecer na madrugada de 13 de dezembro. (Arquivo)

Organizada pelo Discovery Channel, a corrida "Discovery Underground" vai acontecer na madrugada de 13 de dezembro. (Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Organizada pelo Discovery Channel, a corrida "Discovery Underground" vai acontecer na madrugada de 13 de dezembro.

Lisboa foi a terceira cidade escolhida pelo canal, depois de ter organizado corridas idênticas nas cidades de Madrid e Barcelona.

O desafio é aberto apenas a 100 participantes, que serão divulgados hoje no site do Discovery Channel.

A participação é gratuita mas, para se ser um dos 100 eleitos, os cerca de quatro mil portugueses que se inscreveram tiveram de partilhar uma "história pessoal marcada pelo espírito de perseverança e aventura", indicou o canal em comunicado.

"Quem provar conseguir ultrapassar todos os obstáculos com uma personalidade e força exploradoras, poderá participar neste evento único em Portugal", acrescentou.

Apadrinhada pelo campeão olímpico Nelson Évora, esta é a primeira corrida urbana realizada debaixo de terra em Portugal, frisou o canal.

Lus

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.