sicnot

Perfil

País

Jerónimo acusa PSD/CDS-PP de "guerrilha política" e alerta para "surpresas desagradáveis"

O secretário-geral do PCP acusou hoje a oposição PSD/CDS-PP de se dedicar à "guerrilha política", sem aceitar a expressão popular dos portugueses nas urnas, e alertou para eventuais "surpresas desagradáveis" deixadas pelos executivos anteriores.

Lusa

Lusa

MIGUEL A. LOPES

"A precariedade do trabalho e da própria vida de milhares de portugueses continuam a ser desprezadas por PSD e CDS, que preferem alimentar uma estéril guerrilha política", afirmou Jerónimo de Sousa, no primeiro de dois dias de debate parlamentar sobre o programa do XXI Governo Constitucional, liderado pelo socialista António Costa.

O líder comunista sublinhou que os partidos que formaram os dois anteriores executivos recusam "aceitar essa expressão popular", de terem perdido cerca de 700 mil votos, "um CDS inteiro", e avisou para eventuais "surpresas desagradáveis" como os problemas com os cálculos de devolução da sobretaxa do IRS, o nível de execução orçamental ou suposto "buraco" financeiro no Banif.

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Johnny Depp sugere assassínio de Trump
    0:31