sicnot

Perfil

País

Ex-presidente da Câmara de Matosinhos Narciso Miranda conhece hoje sentença

O ex-presidente da Câmara de Matosinhos, Narciso Miranda, acusado pelos crimes de abuso de confiança e falsificação de documentos, conhece hoje a sentença no tribunal local.

Arquivo

Arquivo

JOSÉ COELHO/LUSA

Narciso Miranda está acusado de ter usado, em proveito próprio, 37.500 euros, dinheiro proveniente de uma subvenção estatal à sua candidatura à Câmara de Matosinhos, em 2009, ano em que concorreu como independente.

Juntamente com o antigo autarca estão a ser julgadas mais duas pessoas, ambas ligadas ao setor da construção civil, pela alegada prática, em coautoria, dos mesmos crimes.

Durante as alegações finais, a procuradora do Ministério Público (MP) pediu a condenação dos três arguidos, sem referir penas específica.

Na primeira audiência de julgamento, o ex-autarca realçou que a verba foi usada para fazer obras na sede de campanha -- Associação Narciso Miranda-Matosinhos Sempre.

"Houve um atraso na fatura e só paguei em dinheiro porque o empreiteiro estava em processo de insolvência", disse, na altura.

Em janeiro de 2015, Narciso Miranda foi absolvido, enquanto presidente do Conselho de Administração da Associação de Socorros Mútuos de S. Mamede Infesta (ASMSMI), em Matosinhos, de adjudicar serviços a empresas de que faziam parte familiares, alguns deles de forma ilegal ou nunca realizados, e simular o roubo de um 'smartphone' para receber um modelo mais recente.

  • Narciso Miranda absolvido dos crimes de simulação de roubo, abuso de confiança e peculato
    0:49

    País

    Narciso Miranda foi absolvido dos crimes de simulação de roubo de um telemóvel, abuso de confiança, peculato e participação económica em negócio. O Tribunal considerou provado que o ex-autarca criou um negócio fictício para desviar dinheiro da Associação Mutualista de S. Mamede Infesta, mas ilibou-o por causa de um detalhe processual. Narciso Miranda lamenta a perda de tempo e dinheiro neste processo.

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC