sicnot

Perfil

País

Pescador da Póvoa de Varzim morre após cair da embarcação ao largo de Viana

Um pescador da Póvoa de Varzim, de 27 anos, morreu hoje após ter caído da embarcação na qual se encontrava à faina, a quatro milhas da costa, em frente a Carreço, Viana do Castelo, disse fonte da Capitania.

(Arquivo)

(Arquivo)

LUSA

Em declarações à agência Lusa, o comandante da Capitania do Porto de Viana do Castelo, capitão Raul Risso, contou que o acidente ocorreu cerca das 08:00, "quando a embarcação Vasques Calafate, da Póvoa de Varzim, se encontrava parada, em faina de pesca", sendo ainda desconhecidas as causas da queda.

Segundo Raul Risso, o pescador caiu ao mar sem que os colegas se tenham apercebido.

"Quando os restantes tripulantes deram pela sua falta, abeiraram-se da borda do barco, apercebendo-se então que se encontrava na água", explicou aquele responsável.

O pescador foi resgatado pelos colegas, que pediram auxílio. E o socorro que "foi rápido porque, por coincidência, vinha a entrar na barra uma embarcação salva-vidas que partiu de imediato para o local", adiantou o comandante da capitania.

Ainda no salva-vidas, o homem "foi sujeito a manobras de ressuscitação e quando chegou a terra tinha uma ambulância do INEM à espera para o transportar para o hospital de Viana".

De acordo com o comandante da capitania, o pescador "ainda apresentava sinais vitais", quando entrou naquela unidade hospitalar, "mas acabaria por falecer".

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.