sicnot

Perfil

País

PJ detém administrador judicial suspeito de peculato no valor de três milhões de euros

A Polícia Judiciária deteve um administrador judicial, com escritórios na zona da Grande Lisboa, por suspeitas de crime de apropriação indevida de dinheiros públicos (peculato), num montante superior a três milhões de euros, anunciou esta sexta-feira a PJ.

A investigação foi realizada pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC), no âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, adianta um comunicado da PJ.

Na mesma nota, a PJ acrescenta que durante a investigação apreendeu diverso material relacionado com a alegada atividade criminosa que terá causado "danos superiores a três milhões de euros".

O detido vai ser sujeito a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.