sicnot

Perfil

País

PJ detém administrador judicial suspeito de peculato no valor de três milhões de euros

A Polícia Judiciária deteve um administrador judicial, com escritórios na zona da Grande Lisboa, por suspeitas de crime de apropriação indevida de dinheiros públicos (peculato), num montante superior a três milhões de euros, anunciou esta sexta-feira a PJ.

A investigação foi realizada pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC), no âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, adianta um comunicado da PJ.

Na mesma nota, a PJ acrescenta que durante a investigação apreendeu diverso material relacionado com a alegada atividade criminosa que terá causado "danos superiores a três milhões de euros".

O detido vai ser sujeito a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

Lusa

  • Protestos e violência no Rio de Janeiro
    1:08
  • Marcelo diz que a Europa precisa de paixão
    2:36
  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.