sicnot

Perfil

País

Estudo diz que relação parental tem "efeito significativo" no namoro dos jovens

A relação entre pais e filhos tem "extrema relevância" no desenvolvimento emocional dos jovens e um "efeito significativo" na forma como gerem os seus namoros, concluiu um estudo da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

(Reuters/arquivo)

(Reuters/arquivo)

© Christian Hartmann / Reuters

A coordenadora da investigação, a psicóloga clínica Catarina Pinheiro Mota, explicou hoje à Lusa que os filhos vão replicar, na sua vida afetiva a relação que têm com os pais.

A título de exemplo, a investigadora afirmou que se houver uma relação "estável" entre pais e filhos, estes terão "maior disponibilidade" para ter e manter namoros, mas se a relação for "instável" os jovens terão "mais dificuldades".

Outra das conclusões é a de que os filhos "replicam" nas relações amorosas os conflitos dos pais, avançou.

"Os filhos que presenciam conflitos interparentais vão, no futuro, ter uma relação amorosa pautada por este modelo", frisou.

E concretizou: "todos os pais discutem, mas se resolvem a discussão aos gritos, por exemplo, os filhos vão ter esse modelo e replica-lo no namoro".

O estudo realçou que os jovens resolvem os conflitos no namoro através de duas formas: estratégias de resolução não abusivas e estratégias de resolução abusivas e comportamentos violentos.

Os comportamentos não abusivos são realizados por jovens mais velhos, especialmente raparigas, entre os 22 e 25 anos.

Os jovens que recorrem a estas atitudes para resolver conflitos têm "baixos níveis de sintomatologia depressiva, ansiedade e sensibilidade interpessoal" e maior confiança no namoro.

Por seu lado, os comportamentos violentos são adotados maioritariamente por rapazes, sem diferenciação de idades, e associam-se a jovens com sinais depressivos.

"São preditos pela maior intensidade e frequência dos conflitos interparentais", referiu a investigadora.

O estudo teve uma amostra de 505 jovens da zona norte do país, entre os quais 139 rapazes e 366 raparigas com idades entre os 18 e 25 anos e habilitações entre o 9.º ano e ensino superior.

Os investigadores de Psicologia Clínica da UTAD, em Vila Real, quiseram entender a "qualidade de vinculação aos pais e o seu efeito na vinculação amorosa em jovens adultos", tal como o "papel dos conflitos interparentais no desenvolvimento dos conflitos no namoro".

Lusa

  • Inglaterra estreia-se com vitória suada frente à Tunísia

    Mundial 2018 / Tunísia

    A seleção inglesa estreou-se no Mundial 2018 com um triunfo sobre a Tunísia por 2-1, com o golo da vitória a ser apontado já para lá do minuto 90. O jogo foi referente à 1.ª jornada do grupo G. Veja aqui os golos e os lances que marcaram o encontro.

  • O melhor golo do 5.º dia de Mundial

    Desporto

    Numa escolha feita pelos jornalistas de desporto e do site da SIC Notícias, mostramos-lhe o melhor golo deste quinto dia de Mundial. Foi apontado por Dries Mertens, na vitória da Bélgica sobre o Panamá por 3-0.

  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC