sicnot

Perfil

País

Estudo diz que relação parental tem "efeito significativo" no namoro dos jovens

A relação entre pais e filhos tem "extrema relevância" no desenvolvimento emocional dos jovens e um "efeito significativo" na forma como gerem os seus namoros, concluiu um estudo da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

(Reuters/arquivo)

(Reuters/arquivo)

© Christian Hartmann / Reuters

A coordenadora da investigação, a psicóloga clínica Catarina Pinheiro Mota, explicou hoje à Lusa que os filhos vão replicar, na sua vida afetiva a relação que têm com os pais.

A título de exemplo, a investigadora afirmou que se houver uma relação "estável" entre pais e filhos, estes terão "maior disponibilidade" para ter e manter namoros, mas se a relação for "instável" os jovens terão "mais dificuldades".

Outra das conclusões é a de que os filhos "replicam" nas relações amorosas os conflitos dos pais, avançou.

"Os filhos que presenciam conflitos interparentais vão, no futuro, ter uma relação amorosa pautada por este modelo", frisou.

E concretizou: "todos os pais discutem, mas se resolvem a discussão aos gritos, por exemplo, os filhos vão ter esse modelo e replica-lo no namoro".

O estudo realçou que os jovens resolvem os conflitos no namoro através de duas formas: estratégias de resolução não abusivas e estratégias de resolução abusivas e comportamentos violentos.

Os comportamentos não abusivos são realizados por jovens mais velhos, especialmente raparigas, entre os 22 e 25 anos.

Os jovens que recorrem a estas atitudes para resolver conflitos têm "baixos níveis de sintomatologia depressiva, ansiedade e sensibilidade interpessoal" e maior confiança no namoro.

Por seu lado, os comportamentos violentos são adotados maioritariamente por rapazes, sem diferenciação de idades, e associam-se a jovens com sinais depressivos.

"São preditos pela maior intensidade e frequência dos conflitos interparentais", referiu a investigadora.

O estudo teve uma amostra de 505 jovens da zona norte do país, entre os quais 139 rapazes e 366 raparigas com idades entre os 18 e 25 anos e habilitações entre o 9.º ano e ensino superior.

Os investigadores de Psicologia Clínica da UTAD, em Vila Real, quiseram entender a "qualidade de vinculação aos pais e o seu efeito na vinculação amorosa em jovens adultos", tal como o "papel dos conflitos interparentais no desenvolvimento dos conflitos no namoro".

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.