sicnot

Perfil

País

Ministério Público abre inquérito sobre morte de jovens em apeadeiro na Maia

O Ministério Público instaurou um inquérito às circunstâncias que rodearam a morte de três jovens, dois espanhóis e um português, no apeadeiro de Águas Santas, na Maia, distrito do Porto, disse hoje fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Fonte da PGR referiu à Lusa que o Ministério Público "instaurou um inquérito" sobre o caso do acidente de comboio de segunda-feira, do qual resultaram três mortes na segunda-feira transata, quando, segundo informações entretanto veiculadas, um grupo de jovens tentava grafitar as carruagens de um comboio que se encontrava parado no apeadeiro da Maia e um outro comboio se cruzou a quase 120 quilómetros por hora.

A PSP do Porto está a desenvolver "as démarches investigatórias" e "todas as linhas de investigação estão a ser realizadas", mas cabe ao Ministério Público determinar as diligências para ouvir os testemunhos no local e os dois espanhóis que se ausentaram na noite de segunda-feira do apeadeiro de Águas Santas, explicou à Lusa fonte das relações públicas daquela polícia.

"Estamos a desenvolver a investigação e a encaminhar para o Ministério Público", disse fonte da PSP do Porto.

O Comando Distrital de Operações de Socorros (CDOS) do Porto disse à Lusa que o alerta do acidente ferroviário foi dado às 20:29 de segunda-feira passada e a ocorrência foi dada como terminada à 00:10 de terça-feira transata, tendo-se deslocado ao local três viaturas dos Bombeiros Voluntários da Maia, com sete operacionais, uma viatura médica do Hospital de São João, uma viatura da PSP e uma viatura da Polícia Judiciária.

A CP - Comboios de Portugal -, lamentou "profundamente as consequências do trágico acidente" e assegurou que vai colaborar com as autoridades responsáveis pela investigação, no sentido do seu cabal esclarecimento, mas que também vai proceder "às suas averiguações internas".

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.