sicnot

Perfil

País

Cardeal patriarca diz que vinda de refugiados pode ser oportunidade

O cardeal patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, defendeu hoje que a vinda de refugiados para Portugal pode ser uma oportunidade para ambas as partes e pediu uma resposta imediata e uma atitude mais resoluta na recolocação destas pessoas.

D. Manuel Clemente, cardeal Patriarca de Lisboa (Lusa/Arquivo)

D. Manuel Clemente, cardeal Patriarca de Lisboa (Lusa/Arquivo)

PAULO CUNHA

Em declarações aos jornalistas, no final de uma visita às instalações do Serviço Jesuíta aos Refugiados (SJR), em Lisboa, o cardeal patriarca apontou que tem havido "alguma demora", por parte das várias entidades europeias, no processo de recolocação.

"Há certamente questões de segurança, há coisas por resolver, mas temos de responder (...). São situações dramáticas, trágicas, muitas vezes, e precisam de resposta imediata. Temos de ser todos mais resolutos nisso", defendeu Manuel Clemente.

Já o diretor-geral do SJR disse mesmo que tem havido alguma insensibilidade e inércia por parte das autoridades europeias em relação a esta matéria, apontando não só falta de "uma vontade política mais determinada", mas também um modelo que não tem os recursos necessários e não acompanha as dinâmicas dos fluxos migratórios.

"A alternativa podia ser o exemplo canadiano e o inglês, que são exemplos mais felizes, porque quer o Canadá quer o Reino Unido tomaram a iniciativa de ir com o ACNUR [Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados] aos países de trânsito, no caso o Líbano, e aí fazer a reinstalação diretamente", apontou André Costa Jorge.

No entender do responsável, a opção que a União Europeia tem tomado até agora é uma "opção defensiva", "tímida, burocrática, de longo processo de decisão", em contraposição à opção do Reino Unido e do Canadá, que classificou de mais "proativa".

"O facto de ir a esse país [de trânsito] tem um aspeto muito positivo porque (...) consegue ver no terreno as maiores necessidades, as maiores vulnerabilidades, consegue desde logo fazer até um trabalho preparatório no processo de reinstalação e reduz os riscos associados à viagem (...) e de estarem sujeitos aos traficantes", sublinhou o diretor-geral do JRS.

Já o cardeal patriarca de Lisboa aproveitou para sublinhar que a vinda de refugiados para Portugal pode mesmo ser uma oportunidade.

"Uma oportunidade para quem chega e uma oportunidade para nós porque julgo que também vamos crescer com esta realidade porque tudo isto serve para nos abrirmos mais aos outros e fazermos dos problemas dos outros também problemas nossos", apontou Manuel Clemente.

Questionado sobre os acontecimentos de Paris, em que vários ataques suicidas fizeram cerca de 130 mortos, Manuel Clemente disse estar preocupado com "certos movimentos de opinião pública e até eleitorais".

"Temos de reforçar mais a nossa atitude de esclarecimento e de compromisso, numa solução que seja verdadeiramente humanitária, que é a única que nos serve a todos", defendeu.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi o deputado eleito pelo círculo de Braga. Agora vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Esta saída pode colocar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.