sicnot

Perfil

País

Famílias de jovens que morreram no Meco avançam com ações contra o "dux" e a universidade

O advogado das famílias dos seis jovens que morreram há dois anos na praia do Meco, em Sesimbra, anunciou hoje que pretende avançar com seis ações de responsabilidade civil contra o sobrevivente da tragédia e a Universidade Lusófona.

15 de março de 2015: Cerimónia de inauguração da escultura em memória dos jovens falecidos na Praia do Meco, em dezembro de 2013.

15 de março de 2015: Cerimónia de inauguração da escultura em memória dos jovens falecidos na Praia do Meco, em dezembro de 2013.

ANT\303\223NIO COTRIM

"Vamos avançar com seis ações de responsabilidade civil - uma por cada um dos alunos que morreram - contra o João Gouveia e contra a universidade. Nessas ações, uma das diligências de prova essenciais, que vamos pedir, é a tomada de declarações de João Gouveia, enquanto réu no processo cível", disse à Lusa Vítor Parente Ribeiro.

"Uma vez que não temos resposta da parte criminal, até final deste ano devemos avançar com a ação cível", justificou o advogado, que aguarda pelo recurso interposto para o Tribunal da Relação de Évora (TRE) da decisão do Tribunal de Setúbal de arquivar o processo, após a fase de instrução.

Contactada pela Lusa, fonte do TRE disse que o processo só deu entrada naquele tribunal no passado mês de setembro, depois das férias judiciais, e que o mesmo já foi distribuído, mas que "ainda não há nenhuma previsão da data de decisão, porque se trata de um processo fora do âmbito dos processos urgentes".

No passado mês de março, o Tribunal de Setúbal, depois da instrução, decidiu arquivar o caso relacionado com a morte dos seis jovens universitários, a 15 de dezembro de 2013, na praia do Meco, em Sesimbra, no distrito de Setúbal.

O Tribunal de Setúbal considerou que não se vislumbrava qualquer elemento de um comportamento tirânico ou maléfico do `dux´ da Universidade Lusófona de Lisboa, João Gouveia, único sobrevivente da tragédia na praia do Meco e o único arguido no processo.

Na altura, o juiz do processo, Nélson Escórcio, disse ainda que, na fase na instrução, não tinham sido levados aos autos novos factos que pudessem indiciar o `dux´ da Universidade Lusófona de Lisboa pela prática de qualquer crime.

"Estes jovens (que morreram na praia do Meco) estavam lá porque queriam, porque gostavam, em torno de uma causa", afirmou, na ocasião, o magistrado do Tribunal de Setúbal.

Opinião contrária manifestaram os familiares dos seis jovens, que admitiram a possibilidade de os seis jovens terem morrido durante uma praxe dirigida pelo `dux´ João Gouveia, único sobrevivente da tragédia.

O advogado das famílias, Vítor Parente Ribeiro, acredita que foram recolhidos "indícios fortes" de que a morte dos seis jovens poderá ter ocorrido devido a um crime de exposição ou abandono, razão pela qual interpôs recurso da decisão do Tribunal de Setúbal para o Tribunal da Relação de Évora.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.