sicnot

Perfil

País

Ilhas de S. Miguel e Santa Maria sob aviso vermelho devido ao mau tempo

As ilhas de Santa Maria e São Miguel, no grupo oriental do Açores, estão hoje sob aviso vermelho devido à previsão de vento forte e agitação marítima, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

© Eloy Alonso / Reuters

De acordo com o instituto, as duas ilhas do grupo oriental dos Açores vão estar sob aviso vermelho entre as 12:00 e as 23:59 de hoje devido à previsão de vento forte, com rajadas da ordem dos 130 quilómetros por hora, podendo em alguns locais atingir os 150 quilómetros por hora.

O grupo oriental vai estar também sob aviso vermelho, o mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de agitação marítima forte, com ondas de sudoeste de 6 a 8 metros, aumentando para 9 a 10 metros e podendo pontualmente atingir os 15 metros.

O aviso vermelho, o mais grave numa escala de quatro, é identificado pelo IPMA como uma situação meteorológica de risco extremo, devendo as pessoas acompanharem a evolução das condições e seguir as orientações da Proteção Civil.

O IPMA colocou também o grupo central (ilhas Terceira, Graciosa, São Jorge, Faial e Pico) sob aviso laranja devido à previsão de chuva (entre as 06:00 e as 15:00 de hoje) e vento forte (entre as 06:00 e 23:59 de hoje), passando depois a aviso amarelo.

O grupo ocidental (ilhas das Flores e Corvo) vai estar sob aviso amarelo entre as 06:00 e as 15:00 devido à previsão de chuva forte e acompanhada de trovoada e vento forte.

Devido ao mau tempo, a secretaria regional da Educação e Cultura adiantou no domingo que vão estar encerradas as escolas de sete das nove ilhas e a Secretaria da Solidariedade Social recomendou o fecho de todas as creches e jardins-de-infância.

Segundo um comunicado divulgado pelo Gabinete de Apoio à Comunicação Social do Governo Regional dos Açores no domingo, a secretaria regional da Educação e Cultura dará ao longo do dia de hoje indicações que mostrem adequadas, conforme o evoluir da situação.

Também o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores revelou no domingo que vários serviços e instituição estão de prevenção devido ao "forte agravamento" do estado do tempo previsto.

Foram igualmente contactados o comandante da Zona Aérea dos Açores e comandante da Zona Marítima dos Açores", adiantou no domingo a Proteção Civil, garantindo que "todos estes serviços e instituições estão já de prevenção para o forte agravamento do estado do tempo e preparados para as eventuais ocorrências que possam surgir durante esse período".

A Proteção Civil acrescenta que através da sua página na Internet, em www.prociv.azores.gov.pt, e da página do serviço no Facebook podem ser acompanhadas as informações a divulgar.

Também por causa do mau tempo, foi adiada a audiência e cumprimentos entre o primeiro-ministro, António Costa, e o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro.

O encontro estava previsto para as 10:00 (hora de Lisboa), no Palácio de São Bento, mas face à previsão meteorológica, o presidente do Governo Regional vai acompanhar o evoluir da situação na ilha de São Miguel.

Lusa

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.