sicnot

Perfil

País

Ministério da Educação discute regresso das provas de aferição com sindicatos

Com o fim dos exames de 4º ano, devem regressar as provas de aferição neste e no 2º ano de escolaridade. A ideia faz parte do programa de Governo. Amanhã, o novo Ministério da Educação de Tiago Brandão Rodrigues começa a ouvir os sindicados para, entre outros temas, discutir o regresso das provas de aferição.

A ideia é avaliar apenas o sistema educativo, se os programas curriculares estão a ser aplicados e apreendidos, sem que as notas sirvam apenas para passar ou chumbar os alunos.

Uma das primeira medidas deste Governo foi precisamente deixar cair uma das maiores bandeiras do anterior ministro da Educação Nuno Crato, as provas de avaliação do primeiro ciclo.

Logo na primeira sessão legislativa, quando foi votado o fim dos exames nacionais, António Costa fez questão de distinguir as provas de avaliação e aferição, que se destinam a melhorar o sistema e não apenas para selecionar os alunos que passam ou não de ano.

  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite