sicnot

Perfil

País

Ministra da Administração Interna reúne-se com associações da GNR

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, reúne-se hoje, pela primeira vez, com as cinco associações sócio profissionais da GNR, que consideram ser de urgente resolução a aprovação do novo estatuto militar.

(SIC/ Arquivo)

Ao contrário do que aconteceu com o estatuto profissional da PSP, que foi aprovado pelo anterior executivo, os militares da GNR não viram o seu estatuto concretizado pelo Governo PSD/CDS-PP, que lhes tinha sido prometido desde o início da legislatura.

"O mais urgente" é a aprovação de um novo estatuto militar da GNR, uma vez que o projeto feito pelo anterior Governo foi "para o lixo", disse à agência Lusa o presidente da Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR), César Nogueira, adiantando que essa é uma das questões que vai transmitir à nova ministra.

César Nogueira realçou que as associações sócio profissionais chegaram a assinar um memorando de entendimento com a anterior ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, mas o novo estatuto não chegou a ser aprovado.

Segundo o presidente da APG, há uma série de questões pendentes que só ficam resolvidas com a aprovação de um novo estatuto, nomeadamente a regulamentação de um novo horário de serviço.

César Nogueira disse ainda que quer saber em que ponto se encontra a revisão do plano de prevenção do suicídio nas forças de segurança.

Em comunicado, a Associação Socio Profissional Independente da Guarda (ANAG) também refere que, além da apresentação de cumprimentos à nova ministra, o encontro servirá para dar a conhecer as questões de "urgente resolução", estando no topo da lista a aprovação do novo estatuto militar da GNR que transitou do anterior Governo.

Segundo a ANAG, outras questões prioritárias são a passagem à reserva, criação de um horário de serviço na GNR e atualização das promoções, algumas das quais em atraso há vários anos.

Segundo o Ministério da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa vai reunir-se, a partir das 15:00, com a Associação dos Profissionais da Guarda, seguindo-se a Associação Socio Profissional Independente da Guarda, a Associação Nacional Sargentos da Guarda, a Associação Nacional de Oficiais da Guarda e a Associação Nacional Autónoma de Guardas da GNR.

Lusa

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.