sicnot

Perfil

País

Pena máxima para pai de bebé morta por água a ferver, mãe condenada a 18 anos

A mãe e o pai acusados de provocar a morte da filha, por queimaduras causadas por água a ferver, foram condenados a 18 e 25 anos de prisão, respetivamente. O caso aconteceu em agosto do ano passado em Lisboa.

O caso aconteceu em agosto de 2014 em Lisboa.

O caso aconteceu em agosto de 2014 em Lisboa.

O tribunal deu como provados os factos essenciais da acusação, condenando os arguidos por homicídio qualificado, violência doméstica e ofensas à integridade física.

Foi também determinada a pena acessória de inibição do poder paternal em relação a outros filhos dos arguidos, por períodos entre cinco e 10 anos.

Os advogados de defesa de ambos os arguidos ponderam recorrer.

O casal provocou queimaduras de segundo grau em 50% do corpo da bebé de 4 meses com a água do banho a ferver.

O pai estava preso preventivamente, enquanto a mãe estava em prisão domiciliária com pulseira eletrónica.

Com Lusa

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.