sicnot

Perfil

País

Procuradora-geral da República vai hoje ao Parlamento

A procuradora-geral da República vai hoje ao Parlamento. A audição de Joana Marques Vidal acontece depois das duras críticas de José Sócrates, que acusou a procuradora de ser a responsável por um "processo odioso".

A Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, referiu que "sempre que há notícia" da existência de uma fuga de informação desse tipo, "são enviadas certidões para os departamentos competentes" do Ministério Público, para investigação de eventual violação do segredo de justiça, o que leva a abertura de inquérito.

A Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, referiu que "sempre que há notícia" da existência de uma fuga de informação desse tipo, "são enviadas certidões para os departamentos competentes" do Ministério Público, para investigação de eventual violação do segredo de justiça, o que leva a abertura de inquérito.

TIAGO PETINGA / Lusa

Em entrevista à TVI o antigo primeiro-ministro disse na segunda-feira que a procuradora é a "principal responsável pelo comportamento do Ministério Público" no processo "operação Marquês" e que o caso serviu para prejudicar o PS nas eleições legislativas.

Joana Marques Vidal "é a principal responsável por este processo, tem de dar uma explicação pública pelo comportamento do Ministério Público e pelo facto de todos os prazos estarem esgotados", disse.

  • "O futuro da Autoeuropa não está em causa"
    0:43

    Economia

    O secretário de Estado do Trabalho apelou a que os partidos não se intrometam nas negociações entre os trabalhadores e a administração da Autoeuropa. Em entrevista à Edição da Noite da SIC Notícias, Miguel Cabrita afastou a hipótese de estar em causa o encerramento da fábrica de Palmela. 

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28