sicnot

Perfil

País

Natal com chuva no continente, neve pode cair na Serra da Estrela

O Natal vai ser 'molhado' no continente e poderá 'vestir de branco' a Serra da Estrela, segundo as tendências do estado do tempo avançadas hoje à Lusa pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

Antonio Jose

A meteorologista do IPMA Joana Sanches disse à Lusa que a possibilidade de queda de chuva, na quarta-feira, nas regiões norte e centro, se estenderá, no dia 25, ao resto do território continental, mantendo-se, "ao que tudo indica", até 27 de dezembro.

De acordo com a fonte, "há uma probabilidade de que esta precipitação seja de neve" nas serras da Estrela e do Gerês, a partir do Dia de Natal e até, pelo menos, 27 de dezembro.

Quanto às temperaturas, "as máximas não vão ter grandes variações", oscilando, em média, entre os 15ºC e os 17ºC, no sul e no litoral norte e centro, e entre os 07ºC e os 10ºC, no interior norte e centro.

Já quanto às mínimas, vão subir, em todo o continente, quatro a cinco graus, de 23 a 25 de dezembro, descendo três a cinco graus no dia 26, nas regiões norte e centro, adiantou Joana Sanches.

No arquipélago da Madeira, onde não deverá chover, as temperaturas máximas rondarão os 19ºC, 20ºC, e as mínimas, os 15ºC a 17ºC.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.