sicnot

Perfil

País

Inverno começa amanhã às 4h48

O solstício de inverno ocorre na terça-feira, às 4h48 (hora de Lisboa), marcando o início da estação do inverno no hemisfério norte, indica o Observatório Astronómico de Lisboa, na sua página na internet.

© Rafael Marchante / Reuters

O inverno, a estação mais fria do ano, prolonga-se por 88,99 dias, até ao próximo equinócio, que acontece a 20 de março, às 4h30, assinalando o começo da primavera.

No solstício de inverno, a declinação do Sol atinge a posição mínima de altura em relação ao equador.

Enquanto nos países do hemisfério norte, como Portugal, começa o inverno, nos países do hemisfério sul inicia-se o verão.

No primeiro dia de inverno, as temperaturas máximas, no continente, vão oscilar entre os 07ºC (Bragança) e os 19ºC (Faro), de acordo com o portal do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

As mínimas vão rondar entre os 0ºC (Bragança) e os 12ºC (Faro).

Na Madeira, a máxima prevista é de 21ºC e a mínima é de 16ºC.

Quanto ao arquipélago dos Açores, as temperaturas previstas atingirão os 16ºC a 17ºC (máximas) e os 11ºC a 13ºC (mínimas).

O céu vai estar, em geral, pouco nublado no território nacional.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.