sicnot

Perfil

País

Tribunal de Évora interroga alegado separatista indiano em processo de extradição

O Tribunal da Relação de Évora (TRE) ouve hoje o alegado separatista indiano Paramjeet Sing no âmbito do processo de extradição intentado pelas autoridades da Índia, que lhe imputam a autoria de homicídio e de ataques bombistas.

(SIC/ Arquivo)

O ativista sikh Paramjeet Sing, conhecido por Pamma, foi detido na sexta-feira num hotel no Algarve pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) ao abrigo de um mandato de detenção internacional para extradição emitido pela Interpol.

Entretanto, a organização internacional "Sikhs for Justice" designou o advogado Manuel Luís Ferreira para defender Pamma, que se encontrava em Portugal juntamente com a mulher e os filhos.

Fonte ligada ao processo admitiu à agência Lusa que o ativista político deverá opor-se à extradição.

O advogado Manuel Luís Ferreira tornou-se conhecido internacionalmente por fazer a defesa do alegado terrorista indiano Abu Salem e do cidadão português Jorge dos Santos (nascido norte-americano com o nome de George Wright) em processos de extradição intentados pela Índia e pelos Estados Unidos da América, respetivamente.

No sábado, o jornal indiano Hindustan Times noticiou que o homem detido em Portugal está ligado a um movimento radical independentista do Punjab, Índia.

Segundo a edição "on-line" do Hindustan Times, que cita fontes policiais, Paramjeet Singh é acusado pelas autoridades indianas de estar envolvido em atentados à bomba em 2010 em Patiala e Ambala e de ter sido, em 2009, o cérebro do assassínio do líder do movimento nacionalista hindu, o Rashtriya Sikh Sangat.

Lusa

  • Validada detenção de homem procurado na Índia por homicídio e atos bombistas
    2:01

    País

    O tribunal de turno validou hoje a detenção do cidadão estrangeiro capturado na sexta-feira no Algarve e que era procurado pela Índia por homicídio e atos bombistas. O tribunal de turno, que funciona ao fim de semana, validou a detenção e o homem, referenciado como sendo "perigoso e violento", será apresentado na segunda-feira ao Tribunal da Relação de Évora para ser ouvido sobre a extradição pedida pelas autoridades indianas. O homem, de cerca de 40 anos, mas cuja identidade ainda não foi divulgada, foi detido num hotel do Algarve pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) no âmbito de um mandado de detenção internacional para extradição emitido pela Interpol.

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.