sicnot

Perfil

País

Fenprof leva hoje ao Parlamento petição por regime especial de aposentação

Mais de 30.000 professores assinaram uma petição por um regime especial de aposentação, ao fim de 36 anos de serviço, que a Fenprof entrega hoje no Parlamento.

LUSA

A entrega do documento estava prevista há já algum tempo, mas foi agendada para hoje, disse à agência Lusa o secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), Mário Nogueira.

A federação sindical sustenta a pretensão dos professores com "estudos nacionais e internacionais" que dão como certo o desgaste provocado pela profissão, ao nível físico e psicológico.

Propõe para começar, um período transitório em que o professor possa reformar-se com 40 anos de serviço, passando depois a negociações para atingir os 36 anos de trabalho e descontos como condição para a aposentação.

A Fenprof aproveitará a presença no parlamento para se reunir com os grupos parlamentares do BE, do PCP e do PEV, na sequência dos encontros já realizados com as direções partidárias, aguardando ainda a marcação de reuniões idênticas por parte do PSD e do CDS para apresentar as principais questões de política educativa que preocupam os docentes.

  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual, onde aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • Primeiro-ministro assume desafio de "reconstruir e preparar o futuro"
    3:01
  • Nova troca de acusações entre Rui Rio e Santana Lopes
    2:28

    País

    Pedro Santana Lopes disse este domingo, na apresentação do programa de candidatura, que enquanto uns descem, ele sobe o nível do debate, na corrida à liderança do PSD. Foi a resposta às críticas de Rui Rio, que o acusou de não saber o que quer e de continuar a fazer trapalhadas.