sicnot

Perfil

País

Fenprof leva hoje ao Parlamento petição por regime especial de aposentação

Mais de 30.000 professores assinaram uma petição por um regime especial de aposentação, ao fim de 36 anos de serviço, que a Fenprof entrega hoje no Parlamento.

LUSA

A entrega do documento estava prevista há já algum tempo, mas foi agendada para hoje, disse à agência Lusa o secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), Mário Nogueira.

A federação sindical sustenta a pretensão dos professores com "estudos nacionais e internacionais" que dão como certo o desgaste provocado pela profissão, ao nível físico e psicológico.

Propõe para começar, um período transitório em que o professor possa reformar-se com 40 anos de serviço, passando depois a negociações para atingir os 36 anos de trabalho e descontos como condição para a aposentação.

A Fenprof aproveitará a presença no parlamento para se reunir com os grupos parlamentares do BE, do PCP e do PEV, na sequência dos encontros já realizados com as direções partidárias, aguardando ainda a marcação de reuniões idênticas por parte do PSD e do CDS para apresentar as principais questões de política educativa que preocupam os docentes.

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.