sicnot

Perfil

País

Voo Bragança-Portimão inaugurado com dono da companhia aos comandos e ministro a bordo

A viagem inaugural da ligação aérea Bragança-Portimão partiu hoje de Cascais, em direção a Vila Real, às 11:00, com o próprio presidente da companhia Aero Vip aos comandos do avião e o ministro Pedro Marques entre os passageiros.

TIAGO PETINGA

Apesar do nevoeiro, a aterragem operada pelo comandante Pedro Leal em Vila Real, às 12:00, foi tranquila, tendo, 15 minutos antes, havido uma paragem em Viseu, onde saiu o autarca local, Almeida Henriques, que também apanhou voo em Cascais.

Os voos estavam suspensos há três anos e foram retomados pela mesma operadora, a Aero Vip, com um percurso diferente daquele que vigorou durante 15 anos -- Bragança-Vila Real-Lisboa -- tendo, agora, sido incluídas paragens em Viseu e Portimão.

A nova linha aérea regional fará, assim, a ligação Bragança-Vila Real-Viseu-Cascais-Portimão, estando o início do circuito comercial marcado para quarta-feira.

A ligação foi concessionada por três anos à Aero Vip, que receberá do Estado, durante esse período, um total de 7,8 milhões de euros.

Esta concessão surge depois de, em novembro de 2012, o Governo ter suspendido os voos entre Bragança/Vila Real e Lisboa (que já eram realizados pela Aero Vip), com o argumento de que Bruxelas não autorizava mais o financiamento direto de 2,5 milhões de euros por ano à operadora.

Nesta operação existem cinco tipos de tarifas - Premium, Basic, Pex, Promo e Discount - com diferentes condições e que têm valores para um voo de ida e volta Bragança--Cascais desde 94,01 euros ou Cascais--Portimão a partir de 73,45 euros.

Durante a viagem, o comandante afirmou à Lusa que o avião tem capacidade para 18 passageiros e para operar em aeródromos com pistas de dimensão mais reduzida.

"Esta viagem hoje tem um sabor especial porque voltamos a fazer esta rota, mas com dois novos destinos, o que é ótimo", comentou.

Pedro Leal realçou que ao longo do ano haverá uma viagem por dia, duplicando no verão, passando duas vezes pelo mesmo aeródromo.

Já o administrador da Aero Vip, Carlos Amaro, considerou que a nova rota é a "concretização de um passo muito importante" para a empresa e para os municípios envolvidos.

A empresa espera conseguir, em 2016, um volume de negócio superior a 12 milhões de euros, ressalvou.

Enquanto ia apreciando a paisagem, o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, disse ter "lutado muito" para que esta ligação passasse pelo distrito.

"Agora, ficamos a 40 minutos de Lisboa quando hoje estamos a duas horas e meia, além de proporcionar maior conforto", salientou.

Almeida Henriques entendeu que esta ligação vai valorizar "imenso" a região e as empresas.

Para o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, presente na cerimónia de apresentação, a participação do município nesta ligação "só tem fatores positivos".

"Ajudamos a uma maior coesão territorial, afirmamos o aeródromo de Cascais - como prova da sua capacidade para voos comerciais e executivos - e criamos uma nova centralidade no concelho, com a intenção de colocarmos Alcabideche e São Domingos de Rana como freguesias da Costa do Sol", sustentou.

Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.