sicnot

Perfil

País

Armando Vara recorre da caução de 300 mil euros para a Relação

A defesa de Armando Vara contestou a caução de 300 mil euros que lhe foi aplicada no âmbito do processo da Operação Marquês. Os advogados do ex-ministro socialista e antigo administrador da CGD recorreram da medida de coação que lhe foi aplicada quando deixou de estar em prisão domiciliária, com pulseira eletrónica.

(Arquivo)

(Arquivo)

LUSA

No recurso, que seguiu em novembro para o Tribunal da Relação de Lisboa, a defesa do arguido considera que a caução de 300 mil euros é astronómica. Uma medida que entende ser ilegal, inconstitucional e pouco fundamentada.

Suspeito de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção passiva, Armando Vara foi detido a 9 de julho.

  • Dono de submarino é o único suspeito da morte de jornalista sueca
    1:51

    Mundo

    A polícia dinamarquesa confirmou que o corpo decapitado encontrado junto ao mar, perto de Copenhaga, é o da jornalista sueca desaparecida há mais de 10 dias. Kim Wall estava a fazer uma reportagem sobre um submarino artesanal com o criador, que é agora o principal suspeito do crime. Parte do corpo foi encontrada na segunda-feira e identificada através de exames de ADN.