sicnot

Perfil

País

Refugiado e terrorismo lideram votação para Palavra do Ano 2015

Os vocábulos "refugiado" e "terrorismo" lideram a votação para a Palavra do Ano 2015, "seguidos de perto por 'acolhimento' e 'esquerda'", anunciou hoje o grupo Porto Editora.

A Palavra do Ano 2015, que será conhecida no próximo dia 04 de janeiro, pelas 11:00, na Biblioteca Municipal José Saramago, em Loures, nos arredores de Lisboa.

Desde o início do mês, quando abriu a votação online em www.palavradoano.pt, "cerca de 12.000 portugueses já participaram" na escolha da "Palavra do Ano", segundo um comunicado da Porto Editora enviado à agência Lusa.

A meio da tabela, no 5.º posto, está a palavra "drone", seguida por "plafonamento" e "bastão de selfie". Os vocábulos "festivaleiro", "privatização" e "superalimento" ocupam os últimos lugares da votação, segundo a mesma fonte.

A votação termina no próximo dia 31.

A eleição da Palavra do Ano é uma iniciativa da Porto Editora, que se iniciou em 2009, tendo vencido a primeira edição a palavra "esmiuçar".

Em 2010 venceu "vuvuzela" e, em 2011, "austeridade". Em 2012, a palavra escolhida foi "entroikado" e, em 2013, "bombeiro".

No ano passado, a palavra eleita foi "corrupção".

Lusa

  • Carro que atropelou adepto encontrado numa garagem na Amadora
    1:51

    Desporto

    O carro que atropelou o adepto da Fiorentina, junto ao Estádio da Luz, está nas mãos da Polícia Judiciária. O automóvel foi encontrado esta terça-feira por uma brigada da PSP na garagem de um casa da Amadora, que pertence a um elemento da claque dos No Name Boys.

  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    Em atualização

    SIC

  • Portugal perde 22 mil empregos por ano por causa da pirataria
    1:52

    País

    Todos os anos, Portugal perde cerca de mil milhões de euros e mais de 22 mil empregos por causa à pirataria. Hoje assinala-se o dia mundial da propriedade intelectual. Uma área que diz respeito a todas as formas de arte e, entre outras, ao jornalismo.