sicnot

Perfil

País

Suspeito de matar vizinho em Santiago do Cacém fica em prisão preventiva

O homem de 41 anos detido por suspeitas de matar a tiro um vizinho na segunda-feira, no concelho de Santiago do Cacém, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, revelou hoje a GNR.

Fonte da GNR disse à agência Lusa que o suspeito, presente hoje a tribunal, vai ser transportado ainda hoje para o Estabelecimento Prisional de Setúbal.

A detenção do homem, suspeito de ter matado a tiro um vizinho de 48 anos na segunda-feira à noite, na zona de Vila Nova de Santo André, Santiago do Cacém (distrito de Setúbal), foi divulgada pela GNR na terça-feira.

O presumível agressor e a vítima, moradores na zona de Foros da Quinta, naquela freguesia alentejana, "tinham tido quezílias no passado", segundo fonte da GNR contactada pela Lusa.

"Já se tinham insultado anteriormente e, na segunda-feira à noite, a vítima deslocou-se à residência do suspeito e começou a partir a portada da janela e a ameaçá-lo, do exterior da casa", relatou.

O alegado homicida terá efetuado, então, "do interior da residência, um disparo com uma caçadeira, através da janela, e atingiu a vítima na zona da face, junto ao pescoço".

Após o presumível homicídio, "o próprio agressor se deslocou a casa de um outro vizinho, ali perto, e disse que tinha matado uma pessoa", tendo sido este morador que alertou os militares da GNR.

O alegado homicida "entregou-se de imediato, sem resistência e sempre a cooperar", à patrulha da Guarda mobilizada para a ocorrência e o óbito da vítima "foi confirmado no local".

A investigação do caso está entregue à Polícia Judiciária.

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.