sicnot

Perfil

País

Trânsito na Baixa de Lisboa condicionado na passagem do ano

O trânsito nalgumas zonas da Baixa de Lisboa vai estar condicionado na noite da passagem do ano e totalmente interdito entre as 20:30 de quinta-feira e as 04:00 de sexta-feira, segundo um comunicado hoje divulgado pela PSP.

© Rafael Marchante / Reuters

"Devido à realização das festas de fim de ano na Praça do Comércio, a zona baixa da cidade vai estar sujeita a diversos condicionamentos de trânsito, nomeadamente o encerramento geral à circulação rodoviária entre as 20:30 do dia 31 de dezembro e as 04:00 do dia 01 de janeiro de 2016", lê-se no comunicado.

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP adianta que o trânsito na Avenida Infante D. Henrique (sentido Parque das Nações/Praça do Comércio) vai estar cortado a partir da estação fluvial do Terreiro do Paço, com desvio para a Avenida Mouzinho de Albuquerque.

No sentido oposto, o trânsito que provém da Avenida 24 de Julho vai estar cortado a partir do Cais do Sodré, onde se pode fazer inversão do sentido de marcha, e será desviado para a Rua do Alecrim.

A circulação automóvel vai estar ainda parcialmente condicionada na Avenida D. Carlos I.

O trânsito proveniente da Avenida da Liberdade só vai até aos Restauradores, zona onde está prevista a inversão de sentido para veículos particulares, podendo os transportes públicos ir até ao Rossio.

Os carros provenientes da Avenida Almirante Reis terão a inversão de sentido no Martim Moniz.

A partir das 23:45, os acessos à estação de metro na Praça do Comércio também vão ficar vedados.

No comunicado, a PSP indica que todas as alterações vão ser "devidamente coordenados no local pela polícia" e que será "garantido o acesso de veículos de emergência".

A PSP aconselha ainda a população a privilegiar a utilização de transportes públicos mas, se levar carro e estacionar na via pública, verificar se o seu veículo permite a circulação de veículos pesados de emergência.

Não deixar valores à vista no interior do veículo e cooperar com os agentes da autoridade são outros conselhos daquela força de segurança.

Lusa

  • Sugestões para o fim de ano em Lisboa
    2:17

    País

    Em contagem decrescente para 2016, a SIC apresenta-lhe algumas sugestões para a festa de passagem de ano na capital. Se a sua carteira ficou mais vazia depois do Natal, saiba que há espetáculos totalmente gratuitos.

  • Ementas para a passagem de ano
    8:57

    País

    Apesar dos preços aumentarem na noite da passagem do ano muitos restaurantes já estão cheios. O Bacalhau é um dos pratos preferidos dos portugueses também na passagem do ano.

  • As ofertas culturais para passar o ano em Lisboa
    2:34

    Cultura

    A Passagem de Ano em Lisboa já está a ser preparada. A capital entra em 2016 com concertos gratuitos, no Terreiro do Paço, durante quatro dias. A pagar, a festa de entrada no novo ano, regressa 20 anos depois ao Coliseu dos Recreios, e repete-se no Casino de Lisboa e no do Estoril.

  • Chamas passaram por cima da A23
    1:06

    País

    A A23 esteve cortada ao longo do dia por causa do fumo e das chamas. Em direto para a SIC Notícias, perto das 18h30, os repórteres da SIC presenciaram o momento em que o fogo passou por cima da autoestrada da Beira Interior.

  • Várias povoações evacuadas no concelho de Nisa

    País

    Várias povoações do concelho de Nisa, no distrito de Portalegre, foram esta quarta-feira à noite evacuadas, devido à ameaça do incêndio que lavra no concelho, disse à agência Lusa a presidente do município, Idalina Trindade.

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14