sicnot

Perfil

País

Juventude Popular vê na decisão de Portas oportunidade de renovação

A Juventude Popular (JP) referiu hoje, em comunicado, que respeita a decisão do presidente do CDS-PP, Paulo Portas, de abandonar a liderança e que esta é uma oportunidade para o partido se reinventar.

(Arquivo)

(Arquivo)

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

"Cabe-nos, a todos, respeitar o veredicto e dedicar ao presidente do CDS a confiança característica do voluntarismo com que sempre nos entregámos às suas decisões", refere a JP.

No comunicado, a JP considerou que o "momento constitui uma oportunidade flagrante para o CDS se reinventar", renovar e "conquistar novas fronteiras de sucesso", salientando que não são "tão categóricos a afirmar" que esta é a melhor altura para discutir a sucessão da liderança.

"A resposta a esta interrogação (...) dependerá dos incontroláveis desenvolvimentos da conjuntura política nacional, todavia, mais até do que isso, da réplica que o CDS dará sobre a transição ordenada do poder interno, da sua capacidade de se mostrar um partido maduro, sóbrio, com racionalidade e dignidade suficientes para, no quadro do pluralismo e da diferença, assegurar a estabilidade e a afirmação da futura direção", sublinham.

O presidente do CDS-PP comunicou segunda-feira à comissão política nacional centrista que não se recandidatará à liderança do partido.

Lusa

  • Madrid suspende governo regional da Catalunha

    Mundo

    O chefe do Governo espanhol anunciou hoje que decidiu acionar o artigo 155º da Constituição espanhola e pedir ao Senado a suspensão das funções do governo regional da Catalunha. Em conferência de imprensa justificou a adoção das medidas dada a "desobediência rebelde, sistemática e consciente" do Governo regional (Generalitat).

    Em atualização

  • Manifestações contra os incêndios um pouco por todo o país
    1:33

    País

    Estão marcadas para esta tarde várias manifestações contra os incêndios e as políticas florestais, mas também de homenagem às vítimas dos fogos que arrasaram o país. As iniciativas de protesto são quase todas organizadas através das redes sociais e por grupos de cidadãos.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.