sicnot

Perfil

País

Homem morre atropelado por comboio em Gondomar

Um homem de 61 anos morreu esta sexta-feira na sequência de um atropelamento ferroviário na linha do Minho, em Gondomar, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Paul Hanna / Reuters

De acordo com o CDOS, pelas 05:30, "um atropelamento ferroviário em Gondomar causou uma vítima mortal" e o acidente deixou a circulação de comboios "cortada nos dois sentidos" durante cerca de duas horas e meia, até às 07:15.

Os Bombeiros da Areosa -- Rio Tinto adiantaram ter sido chamados para um acidente ferroviário que provocou um morto de 61 anos na rua do Caneiro, em Rio Tinto, concelho de Gondomar, distrito do Porto.

Fonte do CDOS indicou que o alerta foi dado pela REFER -- Infraestruturas de Portugal e que acorreram ao local três viaturas daquela corporação de bombeiros, uma viatura médica do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e a PSP.

A Lusa tentou, sem sucesso, obter informações da REFER sobre o sinistro.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.