sicnot

Perfil

País

Buscas por desaparecido na Nazaré podem prolongar-se até sexta-feira

As buscas em terra para encontrar o homem desaparecido na praia da Nazaré, na noite da Passagem do Ano, foram suspensas perto das 18:00 devido à falta de visibilidade, divulgou a Capitania do Porto local.

CARLOS BARROSO

"Mantivemos todos os meios até ao limite do possível, [com] os bombeiros com as moto quatro, não cabinadas, num grande esforço devido às condições adversas, a desmobilizarem cerca das 17:50 e a Polícia Marítima, nas pick-ups, a patrulharem até às 18:00, mas todos os esforço foram infrutíferos", disse à agência Lusa o capitão do Porto da Nazaré, Gomes Agostinho.

As buscas, retomadas às 08:00 de hoje, envolveram elementos da Polícia Marítima e efetivos das capitanias da Nazaré, Figueira da Foz e Peniche, apoiados por viaturas todo o terreno, e bombeiros das corporações da Nazaré e de S. Martinho do Porto.

Na terça-feira será mantido "o mesmo dispositivo" e, segundo Gomes Agostinho, "as buscas irão manter-se até sexta-feira", se até lá não for avistado o corpo, que "pode estar preso em redes e demorar ainda algum tempo a vir à superfície".

Se depois desta data continuarem a não ser avistados vestígios do jovem desaparecido na noite da Passagem do Ano, "passaremos a fazer as patrulhas normais porque terão passado mais de oito dias".

As buscas, por mar e por terra, iniciaram-se no primeiro dia do ano, depois de, pouco tempo após a Passagem do Ano, ter sido dado o alerta, por populares, sobre o desaparecimento de um jovem, alegadamente levado pelo mar, durante os festejos, na Nazaré.

Setenta e duas horas depois as buscas passaram a ser feitas apenas em terra por viaturas todo-o-terreno e outras que percorreram a orla costeira entre Peniche e a Figueira da Foz, nos distritos de Leiria e de Coimbra, mas não avistaram sinais do desaparecido, como sapatos ou peças de roupa.

Na sexta-feira, a Capitania do Porto da Nazaré recebeu uma participação do desaparecimento de um jovem polaco, de 24 anos.

No sábado, em comunicado, o Instituto Politécnico de Leiria (IPL) confirmou o desaparecimento do jovem, aluno da instituição, que frequentava o mestrado em Engenharia da Energia e do Ambiente ao abrigo do programa europeu Erasmus.

Lusa

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.