sicnot

Perfil

País

Proteção Civil avisa população para neve, chuva e agitação marítima

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou hoje a população para a adoção de medidas preventivas devido às previsões de chuva, neve e agitação marítima para os próximos dias.

MANUEL TELES/Lusa

Num aviso à população, a Proteção Civil refere que, para os próximos dias, está prevista a queda de neve nas regiões do norte acima dos 800 metros e formação de geada durante a noite, sendo expectável desconforto térmico devido à descida acentuada da temperatura mínima, sobretudo nas terras altas, associada ao vento forte.

Tendo em conta as condições meteorológicas, a ANPC alerta para o piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo, além da possibilidade de cheias rápidas em meio urbano e de inundação.

A ANPC chama também a atenção para a possível ocorrência de acidentes na orla costeira, de intoxicações por inalação de gases e de incêndios em habitações, resultantes da má utilização de lareiras e braseiras ou avarias em circuitos elétricos.

Como medidas preventivas, a Proteção Civil recomenda a população para adotar uma condução defensiva, reduzir a velocidade, transportar colocação das correntes de neve nas viaturas, sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve, e não atravessar zonas inundadas.

Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais, não praticar atividade relacionada com o mar e ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas são outras das recomendações da ANPC.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".