sicnot

Perfil

País

Cavaco Silva condecora 11 personalidades ligadas ao processo de integração europeia

Cavaco Silva condecora 11 personalidades ligadas ao processo de integração europeia

O Presidente da República condecorou hoje 11 personalidades portuguesas ligadas ao processo de integração europeia. Por ocasião do 30º aniversário da adesão de Portugal à Comunidade Europeia, Cavaco Silva quis, assim, distinguir estas pessoas pelo contributo que deram ao sucesso da integração do país na Europa. Cinco dos homenageados tornaram-se Grande Oficiais da Ordem do Infante D. Henrique. Os restantes seis foram agraciados com o grau de Comendador.

  • Direita elogia mensagem e mandatos de Cavaco
    1:28

    País

    O PCP comentou a mensagem de Ano Novo do Chefe de Estado dizendo que Portugal não precisa de mais presidentes como Cavaco Silva. Já o Bloco de Esquerda considera que o discurso marca o fim "de 20 anos de cavaquismo". O PSD e o CDS elogiaram os mandatos de Cavaco e deixaram críticas ao PS.

  • Presidente do Comité Olímpico de Portugal quer comitiva maior no Rio de Janeiro
    0:34

    Desporto

    O Presidente da República homenageou esta tarde quatro figuras do desporto nacional. O ciclista Sérgio Paulinho, os velejadores Nuno Barreto e Vitor Rocha e o Presidente do Comité Olímpico de Portugal e José Manuel Constantino foram distinguidos como Comendadores da Ordem do Infante D. Henrique. Cavaco Silva quis, assim, reconhecer publicamente o contributo que o desporto tem dado para a projeção de Portugal no Mundo. Em maio do ano passado, o Presidente já tinha agraciado outras figuras do desporto nacional, mas os três atletas hoje homenageados não puderam comparecer por estarem no estrangeiro. No final da cerimónia, o presidente do Comité Olímpico Português revelou que espera este verão, nos Jogos do Rio de Janeiro, uma comitiva portuguesa com mais atletas e mais modalidades.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Governo quer reduzir gastos com papel na função pública
    1:08

    Economia

    O Governo proibiu a livre utilização das impressoras pelos funcionários públicos. O ministro das Finanças quer assim reduzir em 20% a despesa em consumo de papel e, ao mesmo tempo, minimizar a perigosidades dos resíduos produzidos com as impressoras, no Estado.