sicnot

Perfil

País

SEF desmantela rede de falsificação de documentos

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve um cidadão estrangeiro e desmantelou uma organização criminosa ligada à venda de documentação falsa a imigrantes em situação irregular no espaço Schengen, informou hoje o SEF.

Segundo o SEF, foram cumpridos 11 mandados judiciais nas áreas de Lisboa, Seixal, Queluz, Estoril e Alenquer, com a realização de seis buscas a domicílios e cinco buscas a viatura, a par de outras diligências para obtenção de prova.

A operação - diz o SEF - culminou com a detenção de um cidadão estrangeiro na posse de um bilhete de identidade português contrafeito, tendo sido constituídos arguidos sete suspeitos.

A investigação, em curso no SEF há nove meses, visou desmantelar uma organização criminosa que se dedicava, de forma reiterada, à falsificação ou contrafação de diversos tipos de documentos, para venda a cidadãos estrangeiros que se encontram em situação irregular no espaço Schengen.

Em causa estão crimes de associação criminosa, de auxílio à imigração ilegal e de falsificação ou contrafação de documento, entre outros ilícitos.

A operação mobilizou quatro dezenas de operacionais do SEF e durante as buscas foi apreendido diversa documentação falsa, nomeadamente bilhetes de identidade portugueses, passaportes portugueses e estrangeiros e cartões de residência portugueses.

Foi também apreendida moeda falsa e material utilizado na produção da documentação falsa, designadamente laminados, imitação de selo branco e material cortante.

O cidadão estrangeiro detido será apresentado quinta-feira ao juiz de Instrução Criminal de Lisboa.

A investigação do SEF prossegue, sob coordenação do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa.

Lusa

  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões destes animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.