sicnot

Perfil

País

Inundações no Porto e Gaia sem incidentes

A subida do rio Douro provocou inundações no Porto e Vila Nova de Gaia, mas não há registo de qualquer incidente, prevendo-se que a água comece a baixar, uma vez ultrapassado o ponto crítico estimado pelas autoridades.

Os investigadores referem que os eventos de precipitação extrema vão ser mais frequentes, com muita chuva em intervalos de tempo relativamente  curtos, o que tem como consequência um maior risco de inundação (Arquivo Lusa)

Os investigadores referem que os eventos de precipitação extrema vão ser mais frequentes, com muita chuva em intervalos de tempo relativamente  curtos, o que tem como consequência um maior risco de inundação (Arquivo Lusa)

ESTELA SILVA

"Neste momento, temos Miragaia inundada e boa parte da Ribeira com água e, portanto, intransitável", disse à agência Lusa Nuno Santos, assessor da Câmara Municipal do Porto, por volta das 3:15, indicando, contudo, que "não há nenhum incidente" e que a situação vai ao encontro das previsões.

Os meios da Proteção Civil no terreno estimavam o "ponto crítico" às 03:15, pelo que "se espera que a água não suba mais", acrescentou.

Do lado de Gaia, a rua em frente ao cais da Afurada encontra-se inundada, havendo também água em ruas da zona do centro histórico, em Mafamude, e mais a montante, como em Avintes e Oliveira do Douro, indicou Salvador Almeida, comandante da Proteção Civil de Gaia.

"Está tudo calmo. Há inundações, mas a água está a baixar. Não há nenhum incidente", indicou também o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto, em linha com a Autoridade Nacional de Proteção Civil que, pese embora "uma inundação ou outra", não tinha notícia, à mesma hora, de qualquer incidente digno de registo.

As diversas autoridades destacaram que as populações foram antecipadamente avisadas, pelo que a prevenção terá ajudado a evitar ocorrências de maior.

O Centro de Previsão e Prevenção de Cheias (CPPC) do rio Douro tinha alertado na tarde de sábado para a possibilidade de inundações nas ribeiras do Porto e de Vila Nova de Gaia, devido ao mau tempo em conjugação com a preia-mar.

O distrito do Porto é um dos 10 que estão com aviso laranja (o segundo mais grave) emitido pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a que se juntam os distritos de Viana do Castelo, Braga, Vila Real, Aveiro, Viseu, Lisboa, Setúbal, Leiria e Coimbra, os últimos quatro por causa da agitação marítima.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.