sicnot

Perfil

País

Polícia Marítima suspende buscas na foz do Douro sob a falta de indícios de naufrágio

A Polícia Marítima suspendeu hoje as buscas para encontrar três possíveis desaparecidos na zona da foz do rio Douro, no Porto, depois de ter recebido um alerta de naufrágio que não foi confirmado, disse à Lusa fonte daquele organismo.

(arquivo)

(arquivo)

© Nacho Doce / Reuters

A fonte acrescentou que as autoridades não conseguiram encontrar qualquer indício de que o naufrágio da embarcação de recreio tivesse realmente ocorrido.

Já à tarde, o capitão do Porto do Douro e Leixões, Teixeira Pereira, referiu haver indícios de que se tratasse de um "falso alarme".

Em declarações à Lusa, o responsável explicou então que "face à incerteza e às más condições do mar", a mobilização do navio patrulha oceânico "Figueira da Foz" para auxiliar nas buscas foi cancelada.

Contudo, a Polícia Marítima continuava na altura a fazer patrulhas para ver se existiam indícios ou destroços de alegado naufrágio da embarcação de recreio, que poderia chamar-se "Odivelas".

Segundo o capitão Teixeira Pereira, o nome do navio "Odivelas" não foi encontrado na lista de registos, não havendo sequer um nome parecido, e também não se recebeu sinal da embarcação a emitir pedido de socorro.

"São vários indicadores que levam a pensar em falso alarme", acrescentou.

Um helicóptero da Força Aérea e meios da Marinha realizaram hoje buscas próximo da foz do rio Douro após o alerta.

O porta-voz da Marinha, Paulo Vicente, contou à agência Lusa que o alerta chegou ao Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa) por volta das 06:00, tendo um helicóptero EH-101 estado envolvido nas buscas entre as 08:00 e as 12:00, hora em que regressou à Base Aérea do Montijo para reabastecer.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.