sicnot

Perfil

País

Proteção Civil alerta para cheias no distrito de Coimbra

A Proteção Civil alertou hoje para a possibilidade de cheias e inundações em algumas zonas ribeirinhas do distrito de Coimbra, por se prever a continuação da chuva e um "agravamento dos caudais na bacia" do rio Mondego.

(Arquivo/SIC)

(Arquivo/SIC)

SIC

Em comunicado, a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) indicou que é esperada a continuação da chuva hoje e terça-feira nos distritos de Viseu, Coimbra e Guarda.

Em consequência, prevê-se um "escoamento superficial e sub-superficial tendencialmente elevado", o que poderá originar cheias e inundações, em particular na bacia do rio Mondego.

Assim, a Proteção Civil admite a possibilidade de cheias, em particular nas zonas ribeirinhas "historicamente mais vulneráveis" dos municípios do Coimbra, Soure, Montemor-o-Velho e Figueira da Foz.

Há ainda a possibilidade de "inundações rápidas em meio urbano", por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem, de inundações em estruturas urbanas subterrâneas e de deslizamento de terras.

A ANPC recomenda medidas de prevenção como a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e a retirada objetos que possam ser arrastados ou que criem obstáculos ao livre escoamento das águas.

A Proteção Civil aconselha ainda a população a não se expor às zonas afetadas pelas cheias e a não atravessar zonas inundadas, para precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas.

  • Um homem de 83 anos é a 42.ª vítima dos incêndios
    1:27

    País

    Subiu para 42 o número de vítimas mortais nos incêndios deste domingo. Um homem de 83 anos foi encontrado sem vida em Lugar de Covelo, em Vouzela. O número de feridos mantém-se, 14 estão em estado grave. A maior parte das mortes aconteceu no distrito de Coimbra (20) e Viseu (19). Segundo a Proteção Civil, já não há desaparecidos. Sete pessoas estavam dadas como desaparecidas e apenas uma foi encontrada sem vida. Um bebé de poucos meses tinha sido dado como morto, mas foi encontrado com vida.

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08