sicnot

Perfil

País

Tribunal da Relação de Lisboa entrega ex-agente da CIA a Itália

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) decidiu entregar às autoridades italianas a ex-agente da CIA Sabrina de Sousa, condenada à revelia em Itália, mas impôs condições que levam a que possa vir a cumprir pena em Portugal.

Fonte do TRL adiantou à Lusa que, uma vez que Sabrina de Sousa foi julgada e condenada à revelia em Itália, sem ter sido notificada da decisão, tem agora duas hipóteses: ou aceita a sentença proferida em Itália, podendo eventualmente recorrer da mesma naquele país, ou pede a realização de um novo julgamento, já que não foi notificada da primeira decisão.

Em qualquer das situações, se Sabrina de Sousa, 59 anos, nascida em Goa, Índia, com dupla nacionalidade (norte-americana e portuguesa), tiver de cumprir pena de prisão, quer no âmbito do processo em que foi julgada à revelia, quer na sequência de novo julgamento, a medida será cumprida em Portugal.

Sabrina de Sousa foi condenada à revelia em Itália a cinco anos de prisão por envolvimento no rapto do radical islâmico egípcio Abu Omar, ocorrido em 2003, em Milão.

A antiga agente da CIA foi detida pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), no aeroporto de Lisboa, em Outubro último, dando cumprimento a um mandado de detenção europeu emitido pelas autoridades transalpinas.

A ex-operacional dos serviços secretos norte-americanos fazia escala em Lisboa, rumo ao Dubai, de onde seguiria para Goa, para visitar a mãe, que se encontrava doente.

Pouco tempo depois de ter sido detida em Lisboa, Sabrina de Sousa foi apresentada no TRL tendo-se oposto à extradição para Itália.

Lusa

  • Ex-agente da CIA detida em Lisboa
    1:27

    País

    Uma portuguesa, ex-agente dos serviços secretos norte-americanos, foi detida na segunda-feira no aeroporto da Portela, em Lisboa, ao abrigo de um mandado de detenção europeu.

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03

    Mundo

    António Costa defendeu uma diplomacia pela paz. O primeiro-ministro português saiu em defesa da língua portuguesa e da presença do Brasil e da Índia no Conselho de Segurança das Nações Unidas. No discurso na Assembleia Geral da ONU, Costa salientou também o compromisso do país em relação ao multilateralismo e às questões ambientais.

  • "Atrás das Câmaras" em Fátima
    2:48
  • "Só tive tempo de avisar o meu sogro e o meu marido e disse: corram!"
    2:17
  • Furacão Maria volta a ganhar força

    Mundo

    Apesar de ter perdido intensidade, após a passagem por Porto Rico, onde deixou um rasto de destruição, Maria voltou a ganhar força, é agora um furacão de categoria 3. Está a afetar a zona norte de Punta Cana, na República Dominicana com ventos que atingem os 90 km/há e move-se para o noroeste.

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.