sicnot

Perfil

País

Ciclone que deve atingir os Açores vai provocar ventos de 100 km/hora

O ciclone tropical Alex, que deve atingir os Açores na quinta-feira, desloca-se a 22 quilómetros/hora, vai provocar vento na ordem dos 100 quilómetros/hora e ondas até oito metros, refere o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

O ciclone tropical Alex, que deve atingir os Açores na quinta-feira, desloca-se a 22 quilómetros/hora, vai provocar vento na ordem dos 100 quilómetros/hora e ondas até oito metros, refere o Instituto Português do Mar e da Atmosfera. (Arquivo)

O ciclone tropical Alex, que deve atingir os Açores na quinta-feira, desloca-se a 22 quilómetros/hora, vai provocar vento na ordem dos 100 quilómetros/hora e ondas até oito metros, refere o Instituto Português do Mar e da Atmosfera. (Arquivo)

ARMANDO FRANCA / AP

Em comunicado, divulgado hoje, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera refere que o ciclone tropical se encontra a 1.260 quilómetros do arquipélago dos Açores "com um deslocamento para nordeste a uma velocidade de 22 quilómetros/hora".

"Não se prevendo alteração da sua intensidade nas próximas 48 horas, deverá começar a condicionar o estado do tempo a partir de quinta-feira com vento médio na ordem dos 100 quilómetros/hora, com a possibilidade de ocorrência de fenómenos extremos de vento e ocorrência de precipitação forte", salienta o IPMA.

O IPMA prevê também "ondas com altura significativa entre os seis e os oito metros de sul-sueste".

O instituto sugere o acompanhamento da evolução da situação "pelos devidos canais de informação".

Lusa

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália, divulgaram os média locais citando as equipas de socorro. As autoridades italianas admitem a existência de cerca de 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16
  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..