sicnot

Perfil

País

Sindicatos prometem greve caso Governo não avance com reposição das 35 horas

Sindicatos prometem greve caso Governo não avance com reposição das 35 horas

Os sindicatos garantiram, à saída da reunião entre sindicatos e o Ministério das Finanças, que caso o Governo não avance rapidamente com a reposição das 35 horas semanais de trabalho, avançam para a greve já no dia 29. O ministro das Finanças adiou o tema e disse que a reposição neste momento não depende do Governo mas sim do processo legislativo.

  • PSD e CDS acusam esquerda de promover injustiça com 35 horas na Função Pública
    2:28

    Economia

    PSD e CDS-PP acusam a esquerda de promover uma injustiça, ao permitir que os trabalhadores da Função Pública trabalhem menos horas que os do setor privado. O PS considera que o regresso das 35 horas de trabalho por semana se trata de uma reposição dos direitos dos trabalhadores da Função Pública, mas diz que é preciso salvaguardar que os setores estão preparados para quando o diploma entrar em vigor. O Parlamento debateu, esta quarta-feira, projetos do PS, BE, PCP e Os Verdes sobre este tema, ao mesmo que tempo que o Governo esteve reunido com os sindicatos no Ministério das Finanças.

  • Frente comum diz que Centeno adiou tema das 35 horas semanais
    0:47

    País

    À saída da reunião com o governo, Ana Avoila, voltou a garantir que a greve de dia 29 vai acontecer caso o Governo não reponha no prazo de 30 dias, as 35 horas semanais de trabalho. A coordenadora da Frente Comum disse que a reunião foi para efeitos de calendarização dos próximos encontros e que o ministro das Finanças adiou o assunto da redução da carga horária dos funcionários públicos.

  • Regresso das 35 horas na Função Pública ainda sem data
    2:12

    País

    As 35 horas semanais na Função Pública vão regressar, mas ainda não se sabe quando. O Parlamento debateu o tema esta quarta-feira, mas a esquerda não se comprometeu com uma data. Os socialistas reafirmam que a reposição do horário não pode implicar uma rutura dos serviços.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Novo campo de refugiados construído em Mossul

    Mundo

    Um novo campo de refugiados foi construído em Mossul, no Iraque. Com cerca de 4 mil tendas, foi construído durante 45 dias para albergar os deslocados que se prevê que aumentem com a atual ofensiva militar na zona ocidental da cidade.