sicnot

Perfil

País

Vinte casos de gripe A registados do dia 4 ao dia 10 de janeiro em Portugal

Na semana entre 4 e 10 de janeiro foram registados 20 casos de Gripe A, sete dos quais motivaram o internamento em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), adiantou o Instituto Ricardo Jorge no boletim de vigilância da gripe.

2009 - Gripe A (H1N1). Morre a primeira criança em Portugal, vítima da gripe, na sequência de uma malformação congénita de origem cardíaca.

2009 - Gripe A (H1N1). Morre a primeira criança em Portugal, vítima da gripe, na sequência de uma malformação congénita de origem cardíaca.

De acordo com o Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe, do Instituto Ricardo Jorge (INSA), "em 34 casos de síndroma gripal, foram detetados 20 vírus da gripe A(H1)pdm09, pelo Laboratório Nacional de Referência para o Vírus da Gripe e Outros Vírus Respiratórios".

Esta estirpe do vírus motivou sete internamentos em sete UCI, "estimando-se em 2,4% a taxa de admissão por gripe em UCI".

"Em todos os doentes foi identificado o vírus influenza A (H1N1)pdm09", acrescenta o boletim.

De uma forma geral, no que diz respeito ao registo de atividade gripal no país, na primeira semana do ano, o boletim adianta que "a taxa de incidência de síndrome gripal foi de 47,2 por 100.000 habitantes, indicando início do período epidémico", classificando a atividade gripal nessa semana como "baixa" e de "tendência estável".

Segundo o Instituto Ricardo Jorge, a mortalidade observada por "todas as causas" apresenta "valores de acordo com o esperado".

A época gripal 2015-2016 começou em outubro e termina em maio.

A estirpe do vírus da gripe A-H1N1 surgiu em 2009, numa combinação de vírus que não tinha sido observada antes, tendo-se tornado sazonal, em co-circulação com outros vírus 'Influenza', e tratada com uma nova classe de antivirais.

A subdiretora-geral da Saúde afirmou na quarta-feira que o vírus da gripe A, diagnosticado recentemente nas urgências do Hospital da Guarda e do Hospital de Santarém, não é pandémico e é menos perigoso do que o verificado há seis anos.

Graça Freitas comentava assim à agência Lusa o anúncio na terça-feira pela Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda de que o serviço de urgências do hospital daquela cidade diagnosticou este mês 13 casos de Gripe A e deu uma "resposta eficaz" à situação.

Em declarações à Lusa, a subdiretora-geral da Saúde salientou "não haver motivos para alarme".

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.