sicnot

Perfil

País

Cancelado plenário do Parlamento açoriano previsto para sexta-feira

Os trabalhos do último dia do plenário de janeiro da Assembleia Legislativa dos Açores, a realizar na sexta-feira, na Horta, ilha do Faial, foram cancelados devido ao agravamento das condições meteorológicas, com a aproximação ao arquipélago do furacão 'Alex'.

(Arquivo)

(Arquivo)

DR

À agência Lusa, fonte da presidência do parlamento explicou que "as condições meteorológicas neste momento recomendam a todas as pessoas o máximo cuidado".

O plenário do mês de janeiro arrancou na terça-feira e deveria terminar na sexta-feira.

Segundo a mesma fonte, a presidente do parlamento açoriano, Ana Luís, tomou esta decisão em conferência de líderes e os 57 deputados já foram informados.

O furacão 'Alex' estava a 560 quilómetros a sul do Faial às 20:00 locais (mais uma hora em Lisboa) e a deslocar-se a uma velocidade de 37 quilómetros/hora, informou a meteorologista Vanda Costa.

"Às 20:00 locais, o furacão estava a 560 quilómetros a sul do Faial, mantendo a mesma direção norte-nordeste, a uma velocidade de 37 quilómetros/hora, prevendo-se que os efeitos comecem a ser sentidos a partir das 23:00 (hora local) nos grupos central e oriental do arquipélago", adiantou à agência Lusa Vanda Costa, da delegação regional dos Açores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O grupo central é constituído pelas ilhas da Graciosa, Terceira, Faial, Pico e São Jorge, fazendo parte do grupo oriental São Miguel e Santa Maria.

Segundo a meteorologista, "durante a manhã de sexta-feira, o centro do furacão vai passar sobre as ilhas do grupo central, mas não é possível prever qual a ilha que será mais afetada, dado que, como em todas as previsões, há sempre um grau de incerteza sobre a sua direção".

Estes dois grupos do arquipélago dos Açores estão sob aviso vermelho para vento, agitação marítima e chuva.

O furacão 'Alex' é o primeiro fenómeno meteorológico desta natureza a acontecer no mês de janeiro em quase 80 anos, de acordo com meteorologistas norte-americanos.

Lusa

  • Açores sob aviso vermelho devido ao furacão "Alex"
    2:02

    País

    Os Açores estão sob aviso vermelho. O Alex já não é um ciclone, é agora um furacão de grau um. A intempérie aumentou a intensidade e vai atingir especialmente o grupo central dos Açores. O presidente do Serviço Regional da Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) disse hoje que todas as corporações dos grupos central e oriental estão de prevenção, deixando um alerta sobretudo para a agitação marítima na madrugada.

  • Especialista explica o que está em causa com a passagem do furacão "Alex"
    1:29

    País

    Pela altura do ano em que acontece e pelas condições em que se formou, este é um fenónemo invulgar que os peritos estão também naturalmente a acompanhar com atenção e interesse. O professor Pedro Miranda, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, explicou esta quinta-feira as caraterísticas que tornam o furacão 'Alex' diferente e o perigo real que deve começar a sentir-se nos Açores.

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália, divulgaram os média locais citando as equipas de socorro. As autoridades italianas admitem a existência de cerca de 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16
  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..