sicnot

Perfil

País

Cancelado plenário do Parlamento açoriano previsto para sexta-feira

Os trabalhos do último dia do plenário de janeiro da Assembleia Legislativa dos Açores, a realizar na sexta-feira, na Horta, ilha do Faial, foram cancelados devido ao agravamento das condições meteorológicas, com a aproximação ao arquipélago do furacão 'Alex'.

(Arquivo)

(Arquivo)

DR

À agência Lusa, fonte da presidência do parlamento explicou que "as condições meteorológicas neste momento recomendam a todas as pessoas o máximo cuidado".

O plenário do mês de janeiro arrancou na terça-feira e deveria terminar na sexta-feira.

Segundo a mesma fonte, a presidente do parlamento açoriano, Ana Luís, tomou esta decisão em conferência de líderes e os 57 deputados já foram informados.

O furacão 'Alex' estava a 560 quilómetros a sul do Faial às 20:00 locais (mais uma hora em Lisboa) e a deslocar-se a uma velocidade de 37 quilómetros/hora, informou a meteorologista Vanda Costa.

"Às 20:00 locais, o furacão estava a 560 quilómetros a sul do Faial, mantendo a mesma direção norte-nordeste, a uma velocidade de 37 quilómetros/hora, prevendo-se que os efeitos comecem a ser sentidos a partir das 23:00 (hora local) nos grupos central e oriental do arquipélago", adiantou à agência Lusa Vanda Costa, da delegação regional dos Açores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O grupo central é constituído pelas ilhas da Graciosa, Terceira, Faial, Pico e São Jorge, fazendo parte do grupo oriental São Miguel e Santa Maria.

Segundo a meteorologista, "durante a manhã de sexta-feira, o centro do furacão vai passar sobre as ilhas do grupo central, mas não é possível prever qual a ilha que será mais afetada, dado que, como em todas as previsões, há sempre um grau de incerteza sobre a sua direção".

Estes dois grupos do arquipélago dos Açores estão sob aviso vermelho para vento, agitação marítima e chuva.

O furacão 'Alex' é o primeiro fenómeno meteorológico desta natureza a acontecer no mês de janeiro em quase 80 anos, de acordo com meteorologistas norte-americanos.

Lusa

  • Açores sob aviso vermelho devido ao furacão "Alex"
    2:02

    País

    Os Açores estão sob aviso vermelho. O Alex já não é um ciclone, é agora um furacão de grau um. A intempérie aumentou a intensidade e vai atingir especialmente o grupo central dos Açores. O presidente do Serviço Regional da Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) disse hoje que todas as corporações dos grupos central e oriental estão de prevenção, deixando um alerta sobretudo para a agitação marítima na madrugada.

  • Especialista explica o que está em causa com a passagem do furacão "Alex"
    1:29

    País

    Pela altura do ano em que acontece e pelas condições em que se formou, este é um fenónemo invulgar que os peritos estão também naturalmente a acompanhar com atenção e interesse. O professor Pedro Miranda, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, explicou esta quinta-feira as caraterísticas que tornam o furacão 'Alex' diferente e o perigo real que deve começar a sentir-se nos Açores.

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.