sicnot

Perfil

País

Furação Alex obriga a precaução redobrada em S. Roque, na ilha de S. Miguel

Furação Alex obriga a precaução redobrada em S. Roque, na ilha de S. Miguel

A aproximação do furação Alex está a provocar um aumento do vento e da ondulação sobretudo nas ilhas dos grupos central e oriental dos Açores. S. Roque é uma das zonas da ilha de S. Miguel que mais está a preocupar as autoridades. Nas últimas horas, a população teve de tomar algumas medidas. A repórter da SIC, Ana Peneda Moreira, tem acompanhado todos os trabalhos, numa altura em que o mar está cada vez mais perigoso e o vento a soprar com mais intensidade.

  • Furacão Alex passa a tempestade tropical

    País

    O furacão Alex passou hoje a tempestade tropical após ter atravessado o arquipélago dos Açores, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). A passagem do furacão acabou por ser menos grave do que se temia. O fenómeno atmosférico passou a cerca de 20 quilómetros da Terceira, mas a ilha foi atingida pela parte menos ativa do furacão. A Proteção Civil registou 36 ocorrências até ao início da tarde. O aviso vermelho foi desativado entretanto. Ao longo o dia acompanhamos aqui a situação, ao minuto.

  • Proteção Civil mantém alerta nos Açores até às 18:00
    1:19

    País

    O presidente da Proteção Civil dos Açores diz que por enquanto mantém o alerta para o arquipélago até às 18:00 açorianas. Em declarações feitas às 06:00, o capitão José Dias destacou que o furacão Alex deve atingir os Açores, em especial as ilhas do grupo central, por volta das 12:00.

  • Autoridades tem todos os meios preparados, diz Vasco Cordeiro
    0:48

    País

    O presidente do Governo Regional dos Açores está em Angra do Heroismo, na ilha Terceira, a acompanhar a passagem do furacão Alex. Vasco Cordeiro diz que é importante que a população cumpra as recomendações da proteção civil e garante que as autoridades tem todos os meios preparados.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.