sicnot

Perfil

País

Furacão Alex progrediu para norte do arquipélago dos Açores

Furacão Alex progrediu para norte do arquipélago dos Açores

O furacão Alex estava às 11:00 dos Açores (mais uma hora em Lisboa) a 80 quilómetros a sul da Terceira, ilha com "uma elevada probabilidade de sofrer o impacto direto do furacão". Cerca de uma hora depois, de acordo com declarações à SIC de Nuno Moreira, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o furacão continuava a passar ao largo da Terceira. Segundo o meteorologista, o furacão Alex progredia para norte do arquipélago dos Açores.

  • Furacão Alex passa ao largo da ilha Terceira

    País

    O furacão Alex estava às 11:00 dos Açores (mais uma hora em Lisboa) a 80 quilómetros a sul da Terceira, ilha com "uma elevada probabilidade de sofrer o impacto direto do furacão". Cerca de uma hora depois, de acordo com declarações à SIC de Nuno Moreira, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o furacão continuava a passar ao largo da Terceira.

  • Vento e chuva em Ponta Delgada com menos intensidade que a esperada
    2:12

    País

    O furacão Alex aproxima-se dos Açores. Os ventos podem ultrapassar os 100 quilómetros por hora. Nesta altura, as ondas estão a galgar o molhe do porto e da marina de Ponta Delgada, em S. Miguel. Há muito vento e chuva mas a tempestade não está a afetar esta ilha com tanta intensidade como na Terceira, como relata o repórter da SIC, Luís Ferreira Lopes.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.