sicnot

Perfil

País

Sismo com magnitude de 4,1 sentido no concelho de Ponta Delgada, Açores

Um sismo com magnitude de 4,1 na escala de Richter foi hoje sentido no concelho de Ponta Delgada, ilha de São Miguel, Açores, anunciou a Proteção Civil, acrescentando que não foram reportados danos.

Segundo o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, que cita o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA), o sismo foi registado às 08:45 locais (mais uma hora em Lisboa) e teve epicentro a cerca de 48 quilómetros a oeste/noroeste dos Mosteiros, Ponta Delgada.

"De acordo com a informação disponível até ao momento, o sismo foi sentido com intensidade máxima II/III na Escala de Mercalli Modificada no concelho de Ponta Delgada", adiantou a mesma nota.

A Proteção Civil referiu que não há danos reportados do sismo, com epicentro no mar, acrescentando que, juntamente com o CIVISA, continua a acompanhar o evoluir da situação.

À população, a Proteção Civil esclarece que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado através da adoção de comportamentos adequados, aconselhando a manter a calma e a contar com a existência de possíveis réplicas.

Não acender fósforos nem isqueiros e cortar imediatamente o gás, a eletricidade e a água, são outras das recomendações deste serviço, que apela a cuidados com vidros partidos, cabos de eletricidade e objetos metálicos que estejam em contacto com estes.

Em edifícios públicos, a população não deve precipitar-se para as saídas, nem utilizar os elevadores, aconselhando, ainda, o afastamento das praias e zonas ribeirinhas.

Entre outros conselhos, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores refere ainda que as pessoas, estando na rua, devem dirigir-se para um local amplo, protegendo-se de estruturas que eventualmente possam cair.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11