sicnot

Perfil

País

Movimento contra demolição de casas nas ilhas do Algarve entrega petição na AR

Representantes do movimento SOS Ria Formosa, que se opõe às demolições de casas nas ilhas-barreira do Algarve, entregaram hoje na Assembleia da República, em Lisboa, uma petição para cobrar as promessas eleitorais de que o processo iria parar.

(Arquivo)

(Arquivo)

Lusa

"Houve promessas eleitorais de que iam ter em consideração e alterar as coisas que estavam mal. Isto foi-nos dito pessoalmente e, portanto, viemos cá para que isso seja cumprido", disse à Lusa José Lezinho, do movimento SOS Ria Formosa.

Os representantes do movimento foram hoje recebidos pelo vice-presidente da AR, José de Matos Correia, a quem entregaram uma petição com 4.300 assinaturas a pedir "a suspensão das demolições" e a realização de um estudo, "porque o Plano de Ordenamento da Ordem Costeira (POOC) foi mal feito e não foi elaborado em conjunto com as associações e as câmaras municipais".

De acordo com José Lezinho, estão em causa cerca de mil casas.

Os moradores têm esperança numa providência cautelar, aceite pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé, que suspendeu as demolições, alegando ser necessário proteger o camaleão, espécie que alegadamente se localiza "predominantemente nas árvores e nos arbustos existentes junto às edificações, plantadas para conferir frescura, sombra e alindamento do exterior dessas edificações".

"As demolições pararam há algum tempo, porque temos um novo Governo. E, neste caso, viemos demonstrar que nós também queremos que seja tomada outra atitude, porque já estamos fartos de acordar a pensar que a casa vai abaixo ou que nos vão dar cabo da vida, ou o que vai ser dos meus filhos ou dos filhos dos nossos amigos e dos nossos velhotes. Já chega", acrescentou.

O processo inicial de renaturalização da ria prevê a demolição de um total de 800 construções nos núcleos urbanos das ilhas-barreira.

Para o SOS Ria Formosa, "não são as casas que provocam a poluição na ria", existindo outros problemas por resolver, como a saída de esgotos ou o assoreamento das barras.

Vários núcleos habitacionais das ilhas da ria, situada entre os concelhos de Tavira e Loulé - como Farol, Culatra ou Hangares - já foram alvo de demolições de habitações ordenadas pelo Ministério do Ambiente no âmbito de um projeto de renaturalização conduzido dentro da reserva natural existente.

Lusa

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.