sicnot

Perfil

País

Família de jovem que morreu em S. José entrega queixa-crime

A família do jovem David Duarte, de 29 anos, que morreu no Hospital São José na madrugada de 14 de dezembro apresentou hoje uma queixa-crime "contra todos os envolvidos na cadeia de decisão", incluindo a nível ministerial.

Em declarações à agência Lusa, a advogada da família, Cristina Malhão, confirmou que a queixa foi entregue hoje ao início da tarde no Ministério Público.

"Não posso especificar contra quem foi feita a queixa. Mas foi contra toda a cadeia de responsáveis pelos factos, dos titulares de todos os cargos com responsabilidades", afirmou, confirmando que isso inclui cargos ministeriais.

A família de David Duarte -- que morreu com um aneurisma roto por alegada falta de assistência - pretende apurar todas as responsabilidades e saber se os meios do Serviço Nacional de Saúde (SNS) foram bem geridos.

"Não faz sentido deixar ninguém de fora. Pretendemos verificar até ao mais alto nível qual o tipo de responsabilidades", adiantou à Lusa a advogada Cristina Malhão.

Apesar de haver já um inquérito a decorrer no Ministério Público, a família decidiu exercer o seu direito de apresentar uma queixa-crime.

Para Cristina Malhão, faria sentido juntar os dois processos, mas essa é uma decisão que terá de ser tomada pelo Ministério Público.

O caso de David Duarte, que deu entrada no São José com um aneurisma roto, motivou já a constituição de um grupo coordenador da Urgência Metropolitana de Lisboa para avaliar os "constrangimentos existentes" nos hospitais e preparar soluções que devem começar a ser aplicadas no próximo mês.

O ministro da Saúde e os dirigentes da saúde demissionários na sequência deste caso foram já ouvidos esta semana no parlamento.

O ministro Adalberto Campos Fernandes afirmou que o caso de David Duarte é uma lição sobre os cortes e de como estes "não são perigosos pela sua plenitude, mas pela falta de seletividade".

David Duarte deu entrada no hospital de São José numa sexta-feira a necessitar de uma intervenção da área da neurocirurgia, tendo acabado por não ser intervencionado alegadamente por falta de equipa especializada.

Lusa

  • Caso de David não é único no SNS

    País

    Vários médicos e enfermeiros garantem que o caso de David Duarte, que morreu à espera de ser operado, não é caso único. Fonte do Hospital de São Josédisse ao jornal Expresso que houve mais quatro doentes com rotura de aneurisma que também não sobreviveram ao sábado e ao domingo de espera, desde abril de 2014.

  • Morte no Hospital de S. José é "uma lição" sobre os perigos dos cortes
    2:42

    País

    O ministro da Saúde entende que os cortes na saúde não podiam ter deixado o Hospital de S. José sem uma resposta para a neurorradiologia e a neurocirurgia vascular. Sem nunca rerefir os nomes, Adalberto Campos Fernandes criticou hoje no Parlamento o presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e a presidente do Hospital de S. José, que ontem defenderam que David Duarte, o homem que morreu devido a um aneurisma roto, não tinha condições clínicas para ser transferido para outro hospital.

  • Teresa Sustelo confirma que S. José não fez nenhum contacto para outro hospital
    0:48

    New Articles

    A administradora do Centro Hospitalar de Lisboa Central, que integra o S. José, confirmou esta tarde que não foi feito nenhum contacto para outro hospital, para transferir o jovem David Duarte que morreu na sequência de um aneurisma roto. Teresa Sustelo disse na audição parlamentar que o hospital seguiu as diretivas internacionais para estes casos, que aconselham o mínimo movimento possível para o doente.

  • Hospital de Santa Maria nunca foi chamado a socorrer David Duarte
    1:18

    País

    O Hospital de Santa Maria nunca foi chamado a socorrer David Duarte, o homem de 29 anos morreu no Hospital São José devido a um aneurisma. Isso mesmo foi confirmado esta manhã pelo presidente do Centro Hospitalar de Lisboa Norte, que está a ser ouvido no Parlamento. O responsável sublinhou que o Hospital de Santa Maria está preparado há oito anos para responder aos casos como o de David Duarte.

  • Quatro hospitais em Lisboa podiam ter feito cirurgia a David Duarte
    1:38

    País

    Desde 2014 que não há equipas de neurocirurgia vascular de escala aos fins de semana no Hospital de São José, porque os enfermeiros e os técnicos se recusam a trabalhar devido aos cortes de 50% impostos pelo anterior Governo. No caso de David Duarte, na semana passada, havia quatro hospitais, três públicos e um privado, disponíveis em Lisboa para operar ruturas de aneurisma. Mas nenhum foi contactado pelo Hospital de São José para operar o jovem.

  • Mãe de David Duarte pede justiça e quer que morte do filho sirva de exemplo
    0:20

    País

    Zelia Fonseca, mãe de David Duarte, pede justiça e promete fazer tudo para que a morte do filho sirva de exemplo e não se repitam outros casos. David Duarte, 29 anos, foi internado no Hospital de S. José no dia 11 de dezembro, tendo-lhe sido diagnosticado uma hemorragia cerebral provocada por um aneurisma e a precisar de uma intervenção cirúrgica rápida. David Duarte acabaria por morrer sem ter sido submetido à cirurgia por falta de neurocirurgião.

  • Secretário de Estado diz que Ministério está a averiguar se houve mais mortes no S. José
    0:51

    País

    O secretário de estado da Saúde, Manuel Delgado, vem reforçar que o Ministério não tinha conhecimento do que se passava e que tudo será feito para corrigir a situação. David Duarte, 29 anos, foi internado no Hospital de S. José no dia 11 de dezembro, tendo-lhe sido diagnosticado uma hemorragia cerebral provocada por um aneurisma e a precisar de uma intervenção cirúrgica rápida. David Duarte acabaria por morrer sem a ter sido submetido à cirurgia por falta de neurocirurgião.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06