sicnot

Perfil

País

Governo vai propor Guterres para secretário-geral da ONU

O antigo primeiro-ministro e alto-comissário das Nações Unidas António Guterres vai ser o nome proposto pelo Governo português para o cargo de secretário-geral da ONU, noticia hoje o jornal Público.

António Guterres, antigo primeiro-ministro de Portugal, exerceu o cargo de Alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) até ao final de 2015.

António Guterres, antigo primeiro-ministro de Portugal, exerceu o cargo de Alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) até ao final de 2015.

© Denis Balibouse / Reuters (Arquivo)

"O Governo vai apresentar a candidatura de António Guterres a secretário-geral das Nações Unidas", avançou o primeiro-ministro, António Costa, ao jornal Público, segundo um artigo publicado hoje.

De acordo com a edição de hoje do diário, a apresentação oficial da candidatura do antigo primeiro-ministro socialista, que até 31 de dezembro passado ocupou o cargo de alto-comissário da das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), deverá ser feita em fevereiro.

O Público adianta que o primeiro-ministro, António Costa, já informou o Presidente da República, Cavaco Silva, de que está a proceder às diligências inerentes ao patrocínio da candidatura de Guterres e que já terá comunicado a intenção aos líderes partidários com assento parlamentar.

Segundo o jornal, o Governo também já está a realizar contatos diplomáticos para apoios à candidatura de Guterres junto de vários países, tendo desde já assegurado que a candidatura "não será vítima do veto por parte de nenhum dos cinco países-membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas" (França, Inglaterra, Rússia, China e Estados Unidos da América).

O antigo chefe de Governo português foi eleito para o ACNUR em junho de 2005 e reeleito cinco anos depois para um segundo mandato, que terminou a 31 de dezembro de 2015, e foi agora substituido no cargo da ONU pelo diplomata italiano Filippo Grandi.

A crise dos refugiados motivou várias tomadas de posição de Guterres, que apelou a uma maior solidariedade da comunidade internacional.

A eleição do secretário-geral das Nações Unidas, que decorrerá durante este ano, é um processo complexo que envolve vários equilíbrios geoestratégicos e que obedece à necessidade de os candidatos preencherem diversos critérios, adianta o diário.

O Público escreve que Guterres, além do prestígio que alcançou no cargo de alto-comissário das Nações Unidas, tem a seu favor o facto de ter sido primeiro-ministro de um país da União Europeia e, como tal, ter participado em várias cimeiras europeias, além de ter presidido à União Europeia em 2000.

Contudo, o jornal alerta para dois obstáculos que se podem colocar a Guterres na sucessão ao sul-coreano Ban Ki-moon, nomeadamente o facto de estar praticamente assente a necessidade de eleger uma mulher para aquele cargo, além de o expresso desejo de que este seja ocupado por um candidato oriundo da Europa de Leste.

"Entendeu-se que, mesmo perante um quadro que é complexo, havendo a possibilidade de eleição, esta não deve deixar de ser explorada", revelou ao Público o responsável do processo de candidatura de António Guterres.

Lusa

  • Explosão no aeroporto de Damasco

    Mundo

    Uma explosão de grandes dimensões atingiu, esta manhã, o aeroporto de Damasco, na capital Síria. O ataque terá sido realizado pelas forças israelitas.

    Em atualização

  • Habitantes de Almeida barricaram-se durante seis horas em agência da CGD
    2:31

    País

    Perto de 100 pessoas estiveram esta quarta-feira barricadas na agência da Caixa Geral de Depósitos em Almeida, distrito da Guarda. O protesto contra o encerramento da agência só terminou quase seis horas depois, com a garantia que os autarcas serão recebidos na próxima terça-feira pela Administração do banco público. 

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Papa apelou à revolução da ternura
    0:52
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • Diário de John F. Kennedy vendido por 660 mil euros

    Mundo

    Um diário escrito por John F. Kennedy quando jovem, durante uma curta passagem pelo jornalismo, depois da II Guerra Mundial, foi vendido por mais de 700 mil dólares (642 mil euros), informou esta quarta-feira uma casa de leilões.