sicnot

Perfil

País

Propinas vão subir em setembro

As propinas do ensino superior voltam a subir em setembro, para o próximo ano letivo. À SIC o ministério da Ciência e do Ensino Superior confirma aumentos normais, indexados à inflação mas ainda não avançou valores.

Arquivo/Reuters

Arquivo/Reuters

© Susana Vera / Reuters


O jornal Económico fez as contas e fala em aumentos maiores nas propinas mínimas (32,5 euros) e menores nas máximas (cinco euros).

O aumento do salário mínimo nacional este mês para os 530 euros e com base na inflação. Um estudante do ensino superior vai passar a pagar, de propina máxima mil e 68 euros mais cinco que este ano.

Já a mínima passa dos 656 para os 689 euros por ano. Já depois de ter sido aumentada este ano 26 euros. Ao contrário da propina máxima que até desceu no ano passado. Pela segunda vez desde que os valores passaram a ser atualizados com base na taxa média de inflação.

  • Fogo na baixa do Porto provoca quatro feridos, dois em estado grave
    1:38

    New Articles

    Um incêndio em três habitações na baixa do Porto, que deflagrou esta noite, provocou quatro feridos, dois em estado grave. O fogo que foi extinto pelos Bombeiros Sapadores do Porto causou cinco desalojados, dos quais quatro foram acolhidos por familiares e um realojado pela junta de freguesia. Desconhece-se a origem das chamas que destruíram três casas.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.